Alterações Comuns no Hemograma

O Hemograma é um exame de sangue que examina a quantidade e as características das células do sangue, para identificar diversas anormalidades no organismo. Algumas das doenças diagnosticadas por ele são:

  • Anemia;
  • Distúrbios da medula óssea;
  • Infecções bacterianas, fúngicas ou virais;
  • Inflamações;
  • Câncer, especialmente leucemias ou linfomas;
  • Alterações nas plaquetas – Aumento (plaquetose) ou diminuição (plaquetopenia);
  • Acompanhamento de condições que comprometem o funcionamento da medula óssea, como a quimioterapia.
  • Hemograma
  • Resultados
  • hemácias
  • Leucócitos
  • plaquetas

Entenda como Funciona o Hemograma

Há 3 tipos de células que o exame analisa, que são: glóbulos vermelhos (hemácias ou eritrócitos), glóbulos brancos (leucócitos) e plaquetas. Um Hemograma é capaz de determinar:

  • Número total de glóbulos vermelhos (contagem de hemácias);
  • Quantidade total de hemoglobina no sangue;
  • Percentagem de sangue composto por glóbulos vermelhos (o hematócrito);
  • Tamanho médio dos glóbulos vermelhos (o volume corpuscular médio);
  • Peso médio de hemoglobina por glóbulo vermelho (a hemoglobina corpuscular média);
  • Quantidade média de hemoglobina por hemácias (a concentração média de hemoglobina corpuscular);
  • Número total de glóbulos brancos;
  • Número de cada tipo de glóbulos brancos (o diferencial de leucócitos), incluindo neutrófilos (a contagem absoluta de neutrófilos);
  • Número de plaquetas (contagem de plaquetas).

Como o Hemograma é Feito?

Um hemograma completo é geralmente feito em um laboratório ou hospital. Você pode receber instruções especiais para seguir antes de fazer um hemograma. Alguns medicamentos podem afetar os resultados do hemograma completo, então é possível que seja solicitada uma pausa no tratamento com certos medicamentos antes de realizar o exame.

O que os Resultados do Hemograma Significam?

Os resultados do hemograma completo são dados numéricos, que podem depender de certos fatores como sexo, idade e histórico médico. Os resultados devem ser comparados a resultados anteriores para que a análise seja obtida.

Um hemograma completo geralmente fornece informações gerais, que revelam aos médicos pistas sobre possíveis problemas de saúde. As informações desse exame ajudam os profissionais a decidir se outros testes ou procedimentos são necessários na realização de um diagnóstico final. As informações também podem ajudar seu médico a desenvolver ou revisar planos de tratamento.

Termos comuns usados ​​para descrever os resultados são:

  • Anemia – Número baixo ou insuficiente de hemácias;
  • Leucopenia – Baixo número de leucócitos;
  • Neutropenia – Baixo número de neutrófilos;
  • Leucocitose – Alto número de leucócitos;
  • Trombocitopenia – Baixo número de plaquetas;
  • Trombocitose – Alto número de plaquetas.

Contagem de Glóbulos Vermelhos Anormais

A baixa contagem de glóbulos vermelhos pode ocorrer por:

  • Anemia devido a um sangramento prolongado ou perda de sangue (hemorragia), uma dieta carente de ferro ou certas vitaminas, alguns tipos de quimioterapia, doenças do sangue ou doenças crônicas;
  • Linfoma de Hodgkin e outros linfomas;
  • Cânceres do sangue, tais como leucemia e mieloma múltiplo;
  • Alguns distúrbios mieloproliferativos.

A alta contagem de glóbulos vermelhos pode ocorrer por:

  • Desidratação, como em caso de diarreia grave;
  • Tumores renais;
  • Doenças pulmonares.

Contagens Anormais de Leucócitos

A baixa contagem de leucócitos pode ocorrer por:

  • Infecção viral ou bacteriana grave;
  • Supressão da medula óssea, causada por tratamentos como quimioterapia ou radioterapia;
  • Doenças da medula óssea, como leucemia ou síndrome mielodisplásica;
  • Anemia.

A alta contagem de leucócitos pode ocorrer por:

  • Infecções;
  • Leucemia;
  • Alguns distúrbios mieloproliferativos;
  • Certos tipos de câncer, como o carcinoma broncogênico;
  • Algumas drogas (estimulantes);
  • Estresse, alergias ou lesão tecidual.

Contagens Plaquetárias Anormais

A baixa contagem de plaquetas pode ocorrer por:

  • Alguns tipos de câncer, como leucemia ou linfoma;
  • Doenças autoimunes;
  • Infecção bacteriana ou viral;
  • Quimioterapia ou radioterapia;
  • Muitas transfusões de sangue;
  • Alguns medicamentos, como anti-inflamatórios, ibuprofeno e outros.

A alta contagem de plaquetas pode ocorrer por:

  • Sangramento prolongado ou perda de sangue (hemorragia);
  • Anemia causada por baixos níveis de ferro;
  • Infecção (inflamação);
  • Remoção cirúrgica do baço;
  • Policitemia vera;
  • Alguns tipos de leucemia.

O que Fazer em caso de Alterações no Hemograma?

É comum que os pacientes questionem se as alterações no hemograma necessitam de atenção médica (desde um simples acompanhamento para observar a normalização, até a necessidade de realizar mais exames para um diagnóstico mais aprofundado).  No entanto, somente um profissional poderá responder essas dúvidas, com base em seu exame pessoal.

Pode ser necessário realizar mais exames, procedimentos, acompanhamento ou tratamento. Às vezes, terapias ou medicações devem ser alteradas para evitar problemas quanto à contagem de células sanguíneas. Navegue pelo nosso site para saber mais sobre as anemias e marque uma consulta conosco para solucionar suas dúvidas.