Amizade e Câncer. Muitos estudos descobriram que pessoas com câncer que têm forte apoio emocional tendem a se ajustar melhor às mudanças que a doença traz, têm uma visão mais positiva e frequentemente relatam uma melhor qualidade de vida. Por este motivo, as pessoas com câncer precisam do apoio de amigos.

Amigos de pessoas com câncer geralmente querem ajudar, mas não sabem o que fazer. Veja, neste artigo, como você pode fazer uma grande diferença na vida de um amigo com câncer.

Amizade e Câncer

Amizade e Câncer

Ao passar um tempo com seu amigo e aprender mais sobre como o câncer está afetando sua vida cotidiana, mantenha os olhos abertos para as coisas que você pode oferecer. Veja como seu amigo reage a diferentes atividades e saiba que a situação pode mudar com o andamento do tratamento.

Personalizar sua ajuda de acordo com o que ele mais precisa e gosta é a melhor maneira de ser amigo. Algumas ideias sobre por onde começar são:

Como Estar Presente

Certifique-se de que seu amigo saiba que ele é importante para você:

  • Envie mensagens de texto breves e frequentes ou faça chamadas curtas e regulares;
  • Verifique com a pessoa que ajuda com seus cuidados diários (cuidador) para ver o que mais ele pode precisar;
  • Sempre ligue antes de visitar. Seja compreensivo se seu amigo não puder vê-lo naquele momento;
  • Agende uma visita que lhe permita dar suporte físico e emocional para o cuidador também. Talvez você possa ficar com seu amigo enquanto o cuidador sai de casa por algumas horas;
  • Faça visitas curtas e regulares em vez de longas e infrequentes;
  • Entenda que seu amigo pode não querer falar, mas também pode não gostar de ficar sozinho;
  • Ofereça-se para trazer um lanche ou guloseima, para que sua visita não atrapalhe o cuidador;
  • Tente visitá-lo em horários que não sejam fins de semana ou feriados, quando muitas pessoas podem visitar. Uma terça-feira de manhã pode ser mais solitária do que uma noite de sábado.
  • Compreenda que seu amigo pode precisar de um cochilo durante sua visita. Enquanto isso, assista à TV, faça palavras cruzadas ou leia um livro.
  • Ofereça-se para fazer uma caminhada curta com seu amigo, se ele quiser e puder.
  • Não tenha receio de tocar, abraçar ou apertar a mão de seu amigo.

Sobre o que Conversar

Muitas pessoas se preocupam por não saber o que dizer a alguém com câncer. Tente se lembrar que o mais importante não é o que você diz – é que você está lá e quer ouvir. Deixe-o saber que você está aberto para conversar sempre que ele quiser.

  • Ouça sem sentir que precisa responder. Às vezes, um ouvinte atencioso é o que a pessoa mais precisa.
  • Ajude seu amigo a se concentrar em tudo o que desperta bons sentimentos, como viagens ou animais de estimação.
  • Ajude seu amigo a manter um papel ativo na amizade, pedindo conselhos, opiniões e perguntas.
  • Pergunte ao seu amigo se ele está sentindo algum desconforto. Sugira novas maneiras de ficar mais confortável, como usar mais travesseiros ou mover os móveis de lugar.
  • Faça elogios honestos, como “Você parece descansado hoje.”
  • Certifique-se de incluir seu amigo ao falar com outras pessoas na sala.
  • Suponha que seu amigo possa ouvi-lo mesmo que pareça estar dormindo ou atordoado.
  • Não ofereça conselhos médicos ou suas opiniões sobre coisas como dieta, vitaminas e terapias à base de ervas.
  • Respeite as decisões dele sobre o tratamento do câncer, mesmo se você discordar.
  • Não o lembre de comportamentos anteriores que possam estar relacionados à doença, como beber ou fumar. Algumas pessoas se sentem culpadas por essas coisas.
  • Se a pessoa não tiver vontade de falar, diga a ela que está tudo bem também.

O que Não Fazer

  • Não leve as coisas para o lado pessoal. É normal que a pessoa com câncer fique mais quieta do que o normal, precise de um tempo sozinha e às vezes fique com raiva.
  • Não tenha medo de falar sobre a doença. Mas também não sinta que precisa falar o tempo todo sobre câncer. A pessoa com câncer pode gostar de conversas que não envolvam a doença.
  • Não tenha medo de abraçar ou tocar seu amigo se isso fazia parte da sua amizade antes dele adoecer.
  • Não diga à pessoa com câncer: “Posso imaginar como você deve se sentir”, porque, realmente, você não consegue.
  • Não visite alguém com câncer se você estiver doente, tiver febre ou qualquer outro sinal de infecção.

Algumas pessoas acham difícil aceitar apoio – mesmo quando precisam. Não se surpreenda nem se sinta magoado, se seu amigo recusar ajuda. Esteja sempre por perto e deixe-o saber que você está disponível sempre que ele precisar.

Mais Informações sobre “Amizade e Câncer” na Internet:
Compartilhe informação: