Tratamentos do Câncer no Sangue

O tratamento para o câncer de sangue depende do tipo de câncer, da idade do paciente, de quão rápido o câncer está progredindo, onde o câncer se instalou e outros fatores. Para saber mais sobre alguns dos tipos de tratamento, continue lendo.

  • Quimioterapia
  • Imunoterapia
  • Transplante de Medula Óssea

Os transplantes de células-tronco, incluindo sangue periférico, medula óssea e transplantes de sangue de cordão, podem ser usados para tratar o câncer. Tais transplantes são mais utilizados para cânceres que afetam o sangue ou o sistema imunológico, como leucemia, linfoma ou mieloma múltiplo. Vamos explicar os motivos pelos quais uma pessoa pode precisar de um transplante de células-tronco, o que estas células fazem, e como é realizado o transplante. Também abordaremos alguns dos problemas que acompanham os transplantes e como é feita a doação de células-tronco.

Objetivo do Tratamento

Os transplantes de células-tronco são realizados para substituir a medula óssea que foi destruída pelo câncer ou pelo tratamento utilizado.

Em alguns tipos de câncer, como leucemias, mieloma múltiplo e alguns linfomas, um transplante de células-tronco pode ser uma parte importante do tratamento.

Altas doses de quimioterapia (às vezes junto com a radiação) funcionam melhor do que as doses padrão para matar as células cancerígenas. No entanto, altas doses também podem matar as células-tronco e fazer com que a medula óssea pare de produzir células sanguíneas, as quais precisamos para viver.

Por isso é feito o transplante de células-tronco. As células transplantadas substituem as células-tronco do corpo, após a destruição da medula óssea e de suas células causada pelo tratamento. O transplante permite que os médicos utilizem doses muito mais altas de quimioterapia para tentar matar todas as células cancerígenas.

Efeitos Colaterais do Transplante de Células-Tronco

Muitos dos problemas que podem acontecer logo após o transplante são causados pela eliminação da medula óssea por medicamentos ou radiação logo antes do transplante. Também podem ocorrer efeitos colaterais dos próprios tratamentos condicionantes, como por exemplo:

  • Dor na boca e garganta;
  • Náusea e vômito;
  • Infecção;
  • Sangramento e transfusões;
  • Problemas pulmonares.

Navegue pelo nosso site para conhecer melhor os tratamentos do câncer no sangue e marque uma consulta conosco para solucionar suas dúvidas.

Quimioterapia e Terapia Biológica – Conheça as Semelhanças e Diferenças
Quimioterapia e terapia biológica são usadas para destruir células cancerígenas. A quimioterapia funciona interrompendo ou retardando o crescimento de células[...]
Como a Quimioterapia Funciona no Tratamento do Câncer no Sangue
Como a Quimioterapia Funciona. Normalmente, as células vivem, crescem e morrem de maneira previsível. O câncer ocorre quando certas células[...]
Como Funciona a Terapia Combinada no Tratamento do Câncer
A terapia combinada, ou o uso de mais de um tipo de terapia no tratamento de um paciente, é uma[...]
O que é Terapia de Indução da Remissão?
O primeiro tratamento oferecido para o câncer é chamado terapia de indução. Geralmente, faz parte de um conjunto padrão de[...]
Espera Vigilante – Quando é Melhor Adiar o Tratamento?
Espera Vigilante - Quando é Melhor Adiar o Tratamento? Algumas pessoas com câncer de sangue não precisam de tratamento imediato.[...]
O que Significa Remissão do Câncer?
Uma área de particular interesse é a questão da diferença entre cura e remissão do câncer. Os médicos quase nunca[...]