Tratamentos do Câncer no Sangue

O tratamento para o câncer de sangue depende do tipo de câncer, da idade do paciente, de quão rápido o câncer está progredindo, onde o câncer se instalou e outros fatores. Para saber mais sobre alguns dos tipos de tratamento, continue lendo.

  • Quimioterapia
  • Imunoterapia
  • Transplante de Medula Óssea

Os transplantes de células-tronco, incluindo sangue periférico, medula óssea e transplantes de sangue de cordão, podem ser usados para tratar o câncer. Tais transplantes são mais utilizados para cânceres que afetam o sangue ou o sistema imunológico, como leucemia, linfoma ou mieloma múltiplo. Vamos explicar os motivos pelos quais uma pessoa pode precisar de um transplante de células-tronco, o que estas células fazem, e como é realizado o transplante. Também abordaremos alguns dos problemas que acompanham os transplantes e como é feita a doação de células-tronco.

Objetivo do Tratamento

Os transplantes de células-tronco são realizados para substituir a medula óssea que foi destruída pelo câncer ou pelo tratamento utilizado.

Em alguns tipos de câncer, como leucemias, mieloma múltiplo e alguns linfomas, um transplante de células-tronco pode ser uma parte importante do tratamento.

Altas doses de quimioterapia (às vezes junto com a radiação) funcionam melhor do que as doses padrão para matar as células cancerígenas. No entanto, altas doses também podem matar as células-tronco e fazer com que a medula óssea pare de produzir células sanguíneas, as quais precisamos para viver.

Por isso é feito o transplante de células-tronco. As células transplantadas substituem as células-tronco do corpo, após a destruição da medula óssea e de suas células causada pelo tratamento. O transplante permite que os médicos utilizem doses muito mais altas de quimioterapia para tentar matar todas as células cancerígenas.

Efeitos Colaterais do Transplante de Células-Tronco

Muitos dos problemas que podem acontecer logo após o transplante são causados pela eliminação da medula óssea por medicamentos ou radiação logo antes do transplante. Também podem ocorrer efeitos colaterais dos próprios tratamentos condicionantes, como por exemplo:

  • Dor na boca e garganta;
  • Náusea e vômito;
  • Infecção;
  • Sangramento e transfusões;
  • Problemas pulmonares.

Navegue pelo nosso site para conhecer melhor os tratamentos do câncer no sangue e marque uma consulta conosco para solucionar suas dúvidas.

Terapia Direcionada no Tratamento do Linfoma não Hodgkin
Terapia Direcionada no Tratamento do Linfoma não Hodgkin. Terapia direcionada (também chamada de terapia biológica) consiste no uso de medicamentos[...]
O que Significa Prognóstico?
O que Significa Prognóstico? A informação prognóstica é necessária para que os pacientes com câncer sejam totalmente informados sobre o curso[...]
Abordagens de Tratamento dos Linfomas
Dependendo do tipo de linfoma e da forma com que ele está se desenvolvendo, existem abordagens terapêuticas diferenciadas para cada[...]
Conheça os Aspectos do Tratamento das Síndromes Mielodisplásicas
Vários tratamentos para as síndromes mielodisplásicas podem melhorar a qualidade de vida, controlar os sintomas, prevenir complicações e prolongar a[...]
Varfarina – Saiba Mais sobre este Medicamento Anticoagulante
A varfarina é um medicamento de prescrição que interfere na coagulação normal do sangue, usada para pessoas que estão em[...]
Medicamentos Anticoagulantes – Saiba Mais
Os medicamentos anticoagulantes são prescritos para tornar o sangue menos propenso a coagular. Existem muitas dúvidas sobre o seu uso[...]