Tromboses – Distúrbios da Hipercoagulabilidade

Em um corpo saudável, os coágulos sanguíneos desempenham papel importante para interromper sangramentos em casos de cortes ou acidentes. No local de um corte, as plaquetas e os glóbulos vermelhos do sangue são mantidos juntos devido à ação de uma proteína chamada fibrina. Isso forma um coágulo de sangue, que “conecta” o corte e interrompe o sangramento.Este é um processo importante, mas pode causar problemas graves quando ocorre excessivamente. Quando um coágulo de sangue se forma nas veias, é conhecido como trombose venosa. Isso pode causar embolia pulmonar. Quando um coágulo se forma nas artérias, é chamado de aterotrombose, que pode levar a ataque cardíaco( infarto) e AVC.

  • Tipos de Trombose
  • Trombose Venosa Superficial
  • Trombose Venosa Profunda
  • Trombose de veias renais
  • Trombose Arterial
  • Trombocitemia Essencial

As tromboses se dividem em venosas ou arteriais, de acordo com a parte da circulação que atingem. Há também um tipo de câncer no sangue que atinge as plaquetas, causando um excesso em sua proliferação, que pode levar à formação de trombos sanguíneos. Veja a seguir mais informações sobre cada uma dessas doenças.

Apresenta-se como uma condição clínica aguda, caracterizada por uma área cutânea dolorosa, quente e avermelhada da pele (causada por vasodilatação capilar). Ocorre mais frequentemente nos membros inferiores, em grande parte devido a um processo inflamatório na parede venosa. Tipicamente, ocorre em veias varicosas (veias que se tornaram grandes, de maneira dolorosa), mas também pode ocorrer em veias não varicosas, em lugares que a trombose e a inflamação estejam presentes.

Ocorre quando um coágulo sanguíneo se forma em uma ou mais veias profundas do corpo, geralmente nas pernas, quando existem certas condições médicas que afetam a coagulação do sangue. Também pode acontecer após longos períodos de imobilidade, como após uma cirurgia.A condição pode tornar-se muito grave, quando os coágulos sanguíneos nas veias viajam pela corrente sanguínea e se alojam nos pulmões, bloqueando o fluxo sanguíneo e causando embolia pulmonar.Em nosso artigo: “Trombose Venosa Profunda”, você pode verificar mais informações sobre a doença.

A trombose da veia renal ocorre nas veias que drenam o sangue dos rins. Esses coágulos reduzem a capacidade dos rins de limpar e filtrar o sangue e pode aumentar o risco de que outros coágulos se desenvolvam. A condição deve ser tratada assim que for descoberta, para ajudar a manter a função renal estável.

A trombose arterial define-se pela presença de um coágulo sanguíneo em uma artéria. Como as artérias são vasos que transportam o sangue do coração para o resto do corpo, pode ser muito grave, impedindo que o sangue chegue a alguns órgãos.

A trombocitemia essencial consiste basicamente no aumento da concentração de plaquetas no sangue. Trata-se de uma neoplasia sanguínea rara, em que a produção excessiva de plaquetas potencializa o risco do paciente de desenvolver coágulos sanguíneos, além de provocar uma série de sintomas, que incluem fadiga, dores de cabeça, alterações na visão e sensação de desmaio.Em nosso artigo: “Trombocitemia Essencial – A Neoplasia das Plaquetas”, saiba mais sobre as causas, sintomas e diagnóstico da trombocitemia essencial, condição chamada também de neoplasia das plaquetas.

Navegue pelo nosso site para saber mais sobre as tromboses e marque uma consulta conosco para solucionar suas dúvidas.