Compartilhe informação:

Anemia por Deficiência de Ferro: A anemia pode acontecer por alguns motivos. Entretanto a mais comum é a falta de ferro no organismo. Você pode ter pouco ferro por perder muito sangue. Não conseguir absorver a quantidade suficiente vinda dos alimentos ou em sua alimentação.

Anemia por Deficiência de Ferro

Este artigo irá rever os sinais. Sintomas, causas potenciais, testes de diagnóstico. Além de o tratamento da anemia por deficiência de ferro em adultos.

Anemia Deficiência de Ferro – Saiba Mais

Alias, anemia por deficiência de ferro. Pode ser causada por várias condições diferentes, incluindo períodos menstruais intensos, câncer e sangramento no tubo digestivo.

Este tipo de anemia ocorre quando não há ferro suficiente para produzir hemoglobina nos glóbulos vermelhos. As principais causas de anemia por deficiência de ferro em adultos são: Hemorragias e condições que bloqueiam a absorção de ferro nos intestinos.

Muito embora anemia por deficiência de ferro pode ser leve ou grave, temporária ou crônica. A condição é comum nos Estados Unidos. Sendo ainda mais comum em países em desenvolvimento, devido a deficiências de ferro na dieta.

Anemia por Ferro – Sintomas

Muitas pessoas com anemia por deficiência de ferro não apresentam sintomas. Alias aquelas que apresentam sintomas podem sentir-se cansadas ou fracas, especialmente se tentam se exercitar ou subir escadas. Os sintomas mais comuns incluem:

  • Fraqueza;
  • Fadiga;
  • Dor de cabeça;
  • Irritabilidade;
  • Dificuldade em se exercitar (devido a falta de ar, batimento cardíaco acelerado);
  • Unhas quebradiças;
  • Desejo anormal de comer itens não alimentares, como argila ou papel.

Diagnóstico da Anemia

Uma pessoa pode ser diagnosticada com anemia por deficiência de ferro após a realização de exames de sangue. O trabalho inicial geralmente envolve uma avaliação médica, exame físico e exames de sangue.

Um hemograma completo é um grupo de testes que inclui uma contagem de glóbulos vermelhos (hemácias), hemoglobina (Hgb) e hematócrito (Hct). Também inclui o volume corpuscular médio (MCV, referente ao tamanho de hemácias).

Hemoglobina corpuscular média (HCM, referente à quantidade de hemoglobina por hemácias) e outros.

Em pessoas com anemia por deficiência de ferro, a contagem de glóbulos vermelhos, Hgb e Hct estão abaixo do normal. O MCV e o MCH também são geralmente mais baixos que o normal. Assim, indicando que os eritrócitos são menores (chamados de microcíticos) e possuem menos Hb que os eritrócitos normais.

Nos estágios iniciais da deficiência de ferro, o VCM pode ser baixo, mesmo se a anemia não for observada. Como parte do hemograma, a forma, cor e tamanho dos glóbulos vermelhos também são avaliados. Esta informação pode ajudar a determinar o tipo de anemia.

Resultados da História Médica

Em muitos casos. A anemia por deficiência de ferro é suspeitada com base nos resultados da história médica e do hemograma completo. Os seguintes testes são usados para confirmar o diagnóstico:

  • Níveis de Ferro no soro – Mede a quantidade de ferro que circula no sangue;
  • Capacidade total de ligação de ferro. – Mede a quantidade de uma proteína (transferrina) no sangue que é capaz de transportar ferro para hemácias ou corpúsculos;
  • Saturação de transferrina – Mede a porcentagem de locais de ligação de ferro na transferrina que são ocupados por ferro;
  • Ferritina – Mede a ferritina, uma proteína que armazena ferro no fígado e no baço.

Em uma pessoa com anemia por deficiência de ferro. O ferro sérico, a saturação de transferrina e a ferritina estão abaixo do normal e a TIBC pode estar mais alta que o normal.

Uma vez que o diagnóstico é feito em um adulto. É importante identificar se a causa é perda de sangue e, em caso positivo, qual sua fonte.

As seguintes situações podem aumentar o risco de desenvolver anemia por deficiência de ferro:

  • Para mulheres, história de hemorragia menstrual, gravidez, parto;
  • Problemas gastrointestinais, como úlcera, Helicobacter pylori (H. pylori) infecção, doença celíaca;
  • Cirurgia no trato gastrointestinal;
  • História familiar ou pessoal de distúrbios hemorrágicos;
  • História familiar ou pessoal de câncer de cólon;
  • Múltiplas doações de sangue.

Se a causa da perda de sangue não for óbvia, existem testes adicionais que podem ser feitos. Estes incluem colonoscopia ou endoscopia digestiva alta.

Para procurar por áreas de sangramento no trato gastrointestinal e exames de sangue para certas condições que interferem com a absorção de ferro, como a doença celíaca e infecção por H. pylori. A procura de hemorragia no cólon é especialmente importante em pessoas com mais de 50 anos.

Tratamento da Anemia

O primeiro passo no tratamento da anemia por deficiência de ferro é determinar a causa da deficiência e corrigi-la, para que o ferro não continue a ser perdido e qualquer condição grave (por exemplo, câncer de cólon) seja tratada o mais cedo possível.

Em seguida, o tratamento consiste em aumentar o suprimento de ferro ao organismo. Esta suplementação de ferro é necessária para aumentar a produção de hemoglobina (Hgb). E também para reconstruir as reservas de ferro do corpo.

Abordaremos os aspectos do tratamento deste tipo de anemia em um novo artigo. Assim podemos contemplar todos os detalhes de cada forma de administração.


Compartilhe informação: