Um dos exames de rotina mais solicitados nas consultas médicas é o hemograma, realizado através da coleta de sangue do paciente, por meio da inserção de uma agulha diretamente em alguma veia de um dos seus braços.

Continue a leitura deste artigo para saber mais sobre o exame de hemograma, como ele é realizado e por qual motivo seu médico pode solicitar sua realização.

Hemograma

Em que Consiste um Hemograma?

O hemograma tem como função avaliar alguns elementos sanguíneos, incluindo:

  • Hemácias (ou glóbulos vermelhos, responsáveis pelo transporte de oxigênio para todo o organismo);
  • Leucócitos (ou glóbulos brancos, elementos componentes do sistema imunológico);
  • Plaquetas (ou trombócitos, responsáveis por parte do processo de coagulação do sangue).
Recupere a Saúde da sua Medula Óssea!
Agende uma Consulta com Hematologista Hoje.

A realização do hemograma não requer jejum ou preparação prévia. A única recomendação é não praticar exercícios físicos durante as 24 horas antecedentes ao exame e não consumir qualquer bebida alcoólica nas 48 horas antecedentes, para evitar alterações no resultado.

Fases do Hemograma

O hemograma é um exame composto por três fases: o eritrograma, o leucograma e a contagem de plaquetas.

Eritrograma

A série vermelha ou eritrograma é a primeira fase do hemograma, e se refere à quantidade de glóbulos vermelhos e à concentração de hemoglobina no sangue. O eritrograma contém os seguintes componentes:

  • Hematócrito (HCT): corresponde à concentração de células no sangue.
  • Hemoglobina (HB): proteína responsável pelo transporte de oxigênio no sangue.
  • Volume Corpuscular Médio (VCM): tem função de observar a dimensão das hemácias e também trabalha no diagnóstico da anemia. Geralmente, no exame, as hemácias vêm denominadas como microcíticas (ou seja, muito pequenas) ou macrocíticas (muitos grandes).
  • Hemoglobina Corpuscular Média (HCM): refere-se ao peso da hemoglobina no interior das hemácias.
  • Concentração de Hemoglobina Corpuscular Média (CHCM): avalia a concentração de hemoglobina no interior das hemácias. No exame, geralmente, vem escrito hipocrômica (ou seja, pouca quantidade de hemoglobina na hemácia) ou hipercrômica (quantidade de hemoglobina superior ao normal).

Leucograma

A série branca ou leucograma é a fase do hemograma que diz respeito aos leucócitos (ou glóbulos brancos), nossos maiores defensores contra vírus e infecções. São cinco os tipos de leucócitos a serem avaliados:

  • Neutrófilos: células responsáveis pelo combate de bactérias.
  • Eosinófilos: células sanguíneas responsáveis pela defesa do organismo contra parasitas e certas infecções nos vertebrados.
  • Basófilos: tipo de leucócito em menor concentração no sangue.
  • Linfócitos: células responsáveis pela produção de anticorpos de defesa do organismo contra possíveis infecções.
  • Monócitos: leucócitos que atuam em situações virais ou bacterianas, quando algum tecido é invadido por algum germe.

Contagem de Plaquetas

As plaquetas desempenham um papel fundamental no processo de coagulação do sangue: elas são responsáveis pela cicatrização das nossas feridas. Uma queda súbita no número de plaquetas pode indicar uma dengue hemorrágica, além de outras consequências severas na nossa saúde.

Caso o exame de hemograma indique uma alteração na contagem de plaquetas, consulte imediatamente um médico hematologista, responsável pelo diagnóstico e tratamento de doenças do sangue.

Quando é Necessário Realizar um Hemograma

Um hemograma completo pode ser solicitado pelo seu médico por motivos como:

  • Para verificar como está sua saúde geral. Um hemograma completo pode fazer parte de um check-up para verificar como está sua saúde geral.
  • Para diagnosticar uma condição médica. Um hemograma completo pode ajudar a encontrar a causa de sintomas como fraqueza, fadiga e febre. Também pode ajudar a encontrar a causa do inchaço e dor, hematomas ou sangramento.
  • Para acompanhar uma condição médica. Um hemograma completo pode ajudar a ficar de olho nas condições que afetam a contagem de células sanguíneas.
  • Para verificar os resultados do tratamento médico. Um hemograma completo pode ser usado para monitorar o tratamento com medicamentos que afetam a contagem de células sanguíneas e a radiação.

Um hemograma completo geralmente não fornece todas as respostas sobre um diagnóstico. Resultados fora do intervalo esperado podem ou não precisar de acompanhamento. Seu médico precisa examinar os resultados de outros testes, bem como os resultados de um hemograma, para fechar um diagnóstico, quando for o caso.

Compreenda que os exames são realizados para que o médico que os solicitou avalie os valores neles encontrados. Este artigo é meramente informativo, somente o especialista em sangue é capaz de realizar um diagnóstico. Diante de qualquer mal-estar ou condição, recorra a um médico.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:

Artigo Publicado em: 5 de junho de 2018 e Atualizado em: 30 de junho de 2023

Diga Adeus às suas Dores.
Reserve a sua Consulta de Hematologia.