Coronavírus e Imunidade Baixa. Geralmente pensamos em infecções respiratórias virais, por exemplo o resfriado comum, como incômodos leves que ocorrem em poucos dias. Mas o coronavírus está provando ser diferente. Ainda há muito a aprender sobre esse novo vírus, mas já sabemos que ele pode levar a uma pneumonia ou mesmo outras complicações.

Uma pesquisa realizada na cidade de Wuhan, local onde iniciaram os primeiros casos da doença, mostrou que 55% das pessoas que morreram tinham algum histórico de problema de saúde ou eram idosos. Assim, pessoas com doenças crônicas, câncer ou com uma imunidade comprometida são consideradas com maior probabilidade de contrair o coronavírus.

Mesmo que no Brasil ainda não haja motivos para entrar em desespero, é altamente indicado tomar alguns cuidados básicos de higiene e também para fortalecer o sistema imunológico. Veja neste artigo algumas dicas que devemos seguir. Especialmente os pacientes oncológicos!

Coronavírus e Imunidade Baixa

Coronavírus e Imunidade Baixa

Em que Consiste o Coronavírus?

Os coronavírus compõem uma grande família de vírus que podem infectar aves e mamíferos, incluindo humanos. Enquanto alguns coronavírus causaram epidemias devastadoras, outros causam infecções respiratórias leves a moderadas, como o resfriado comum.

Todos os coronavírus apresentam uma espécie de pontas em suas superfícies externas que se assemelham aos pontos de uma coroa. Sete coronavírus conhecidos podem infectar seres humanos, incluindo o novo coronavírus identificado em 2019.

Como o Coronavírus é Transmitido?

Os coronavírus podem ser transmitidos entre humanos através de gotículas respiratórias que as pessoas infectadas expelem quando respiram, tossem ou espirram. Uma máscara cirúrgica típica não pode bloquear as partículas virais contidas nessas gotículas, mas medidas simples podem reduzir muito o risco de infecção:

  • Lavar as mãos;
  • Desinfetar superfícies e objetos frequentemente tocados;
  • Evitar tocar em seu rosto, olhos e boca.

Os vírus geralmente não podem sobreviver por mais de algumas horas em superfícies fora de um hospedeiro humano, mas as pessoas podem pegar um coronavírus se tiverem contato com uma superfície contaminada há um curto período de tempo. Os cientistas ainda não sabem quanto tempo o novo coronavírus pode sobreviver fora de um hospedeiro.

Sintomas da Infecção por Coronavírus

Em humanos, os coronavírus geralmente causam uma infecção respiratória com sintomas leves a graves do tipo gripe, mas os sintomas exatos variam dependendo do tipo de coronavírus.

Os quatro coronavírus humanos comuns podem causar corrimento nasal, dor de cabeça, tosse, dor de garganta e febre. Em pessoas com um sistema imunológico enfraquecido, a infecção viral pode progredir para uma infecção respiratória inferior mais grave, como pneumonia ou bronquite.

Como Prevenir a Infecção por Coronavírus

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção por Coronavírus. A melhor maneira de se proteger é evitar ser exposto a esse vírus. O CDC (Centers for Disease Control and Prevention) dos Estados Unidos recomenda ações preventivas diárias para ajudar a impedir a propagação de vírus respiratórios, incluindo:

  • Evite contato próximo com pessoas doentes;
  • Evite tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
  • Fique em casa quando estiver doente;
  • Cubra a boca, para tossir ou espirrar, com um lenço de papel e jogue-o no lixo;
  • Limpe e desinfete os objetos e superfícies tocados com frequência usando um spray ou pano de limpeza doméstico comum;
  • Lave as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, principalmente depois de ir ao banheiro; antes de comer; e depois de assoar o nariz, tossir ou espirrar;
  • Se água e sabão não estiverem prontamente disponíveis, use um desinfetante para as mãos à base de álcool com 70% de álcool (álcool-gel);
  • Sempre lave as mãos com água e sabão se elas estiverem visivelmente sujas.

Quando e Como Usar Máscara

O CDC não recomenda que as pessoas que estão bem usem máscara facial para se protegerem de vírus respiratórios, incluindo o coronavírus. A máscara facial deve ser usada por pessoas que apresentam sintomas do novo coronavírus 2019, a fim de proteger outras pessoas do risco de serem infectadas.

O uso de máscaras faciais também é muito importante para os profissionais de saúde e as pessoas que cuidam de alguém em casa ou em um estabelecimento de saúde.

Cuidados com o Sistema Imunológico como Forma de Prevenção

O paciente oncológico, ou mesmo pessoas que realizaram um transplante de medula óssea, tem maior probabilidade de contrair uma infecção mais forte, além de maior facilidade em adquirir infecções, pois o tratamento de químio ou radioterapia tem um impacto negativo na imunidade do paciente. Assim, o organismo tem dificuldade para combater os vírus.

Não apenas, mas especialmente nestes períodos com maior risco de infecções, a pessoa em tratamento de câncer pode seguir algumas práticas para manter o seu sistema imunológico em boas condições:

  • Cuidar da alimentação. Procure consumir todos os tipos de alimentos, incluindo frutas ricas em vitamina C, verduras e legumes.
  • Praticar atividades físicas. Os exercícios podem ajudar no condicionamento físico, regulando o funcionamento do corpo. Também ajudam a reduzir o estresse, fator relacionado ao baixo funcionamento do sistema imunológico. Converse com o seu médico hematologista de confiança sobre qual prática você pode escolher.
  • Dormir bem. Isto é essencial para que seu corpo descanse, se recupere e regule seu sistema imunológico.
  • Abster-se de bebidas alcoólicas e cigarro. São substâncias que afetam negativamente todas as células do organismo. Além disso, elas interferem nos componentes do seu sistema imunológico.
  • Manter-se bem hidratado. A água funciona como um filtro para seu organismo, ajudando a eliminar as toxinas que são liberadas em todos os processos do nosso corpo.

Referência: Fred Hutchinson Cancer Research Center

Compartilhe informação: