Distúrbios da Coagulação

Os distúrbios de coagulação afetam a capacidade do organismo formar coágulos sanguíneos. Existem os distúrbios em que ocorre diminuição dos fatores de coagulação, dificultando a formação de coágulos sanguíneos e também os estados hipercoaguláveis, em que há um risco aumentado de desenvolvimento de coágulos sanguíneos no sistema venoso. Eles podem viajar pela corrente sanguínea e causar graves complicações.

Continue lendo esta página para compreender os dois tipos de distúrbios da coagulação.

Distúrbios de Coagulação – Formação de Coágulos Sanguíneos

Quando sofremos uma lesão que origina um sangramento, o corpo cessa este sangramento formando um coágulo de sangue - também conhecido como trombo. Proteínas e partículas do sangue chamadas plaquetas são ligadas por uma proteína semelhante a uma cola, chamada fator de von Willebrand, para formar o coágulo sanguíneo.

O processo de formação de um coágulo é chamado de coagulação. A coagulação normal é importante durante uma lesão, pois ajuda a interromper o sangramento e inicia o processo de cicatrização.

Uma vez que o tampão plaquetário inicial é construído, os fatores de coagulação se reúnem no local da lesão para selar a ferida, conter o sangramento e iniciar o processo de cicatrização. Os fatores de coagulação funcionam em uma sequência cuidadosamente cronometrada, resultando em um coágulo resistente e ferida cicatrizada.

Tipos de Distúrbios de Coagulação

  • Trombose
  • Sangramentos

Na coagulação do sangue, as plaquetas e as proteínas do plasma (parte líquida do sangue) trabalham juntas para interromper o sangramento, formando um coágulo sobre a lesão.

Problemas de sangramento podem resultar de plaquetas doentes ou anormalidades no fator de coagulação. Alguns problemas de sangramento são congênitos (presentes no nascimento), enquanto outros são adquiridos (desenvolvidos a qualquer momento durante a vida de uma pessoa).

O sangramento congênito é frequentemente associado a um histórico familiar de sangramento e resulta de fatores de coagulação ausentes ou com mau funcionamento. A hemofilia é um exemplo de um distúrbio hemorrágico herdado causado por genes anormais. A doença de Von Willebrand ocorre quando falta alguma ou toda a proteína von Willebrand ou ela não funciona corretamente.

Pode haver sangramento quando não houver quantidade suficiente ou se as plaquetas não funcionarem corretamente. As plaquetas também podem funcionar de maneira anormal quando estão presentes doenças como leucemia ou insuficiência renal ou devido a certos medicamentos, como aspirina ou anti-inflamatórios não esteroides, como o ibuprofeno. Suplementos vendidos sem receita, como óleo de peixe, gingko e açafrão, também podem causar problemas na função plaquetária.

Navegue pelo nosso site para saber mais sobre os distúrbios da coagulação e marque uma consulta conosco para solucionar suas dúvidas. 

Trombocitemia Essencial – A Neoplasia das Plaquetas
A trombocitemia essencial consiste basicamente no aumento da concentração de plaquetas no sangue. Trata-se de uma neoplasia sanguínea rara, não[...]
Trombocitopenia Imune (PTI) – Saiba Mais
A trombocitopenia imune (PTI) é uma doença auto-imune na qual as plaquetas são revestidas com autoanticorpos e posteriormente destruídas pelo[...]
Embolia Pulmonar – Saiba Mais sobre Coágulos Sanguíneos nos Pulmões
Embolia pulmonar consiste em um bloqueio de vasos sanguíneos que fornecem sangue para os pulmões. Na maioria das vezes, esses[...]
Varfarina – Saiba Mais sobre este Medicamento Anticoagulante
A varfarina é um medicamento de prescrição que interfere na coagulação normal do sangue, usada para pessoas que estão em[...]
Medicamentos Anticoagulantes – Saiba Mais
Os medicamentos anticoagulantes são prescritos para tornar o sangue menos propenso a coagular. Existem muitas dúvidas sobre o seu uso[...]
Trombose Venosa Profunda
A trombose venosa profunda, ou "TVP", é o termo médico para coágulos sanguíneos nas veias profundas da perna, uma condição[...]