Uma área de particular interesse é a questão da diferença entre cura e remissão do câncer. Os médicos quase nunca usam o termo cura; pelo contrário, eles geralmente falam sobre remissão.

Mas o que isto significa? Você está curado? O câncer se foi para sempre? E o que dizer de todas aquelas histórias que você ouviu de alguém que pensou que “vencera a batalha” – mas depois o câncer voltou?

Neste artigo, saiba mais sobre a remissão do câncer e quais fatores estão associados a esta condição.

O que Significa Remissão do Câncer?

Em que Consiste a Remissão do Câncer

O câncer está em remissão quando, após o tratamento, nenhuma célula neoplásica pode ser detectada. O termo “cura” pode ser usado apenas em retrospectiva. Geralmente, anos após o câncer entrar em remissão, se não retornar (ou recidivar), diz-se que foi curado.

A duração da remissão depende das circunstâncias individuais. Você pode se sentir aliviado e feliz neste momento. Também é normal se preocupar com a recorrência durante o primeiro ano após o tratamento. Pode ser necessário que você continue com formas de tratamento adicionais, como quimioterapia, mesmo após alcançar a remissão.

Nesta etapa, você pode conversar com seu médico para:

  • Determinar se precisa de quimioterapia ou tratamento pós-remissão;
  • Informar-se sobre que tipo de acompanhamento e testes específicos precisará.
  • Gerenciar quaisquer sintomas novos ou existentes relacionados ao tratamento com terapia apropriada.

Você pode voltar às suas atividades anteriores, seja como voluntário ou retornando ao trabalho, se permitido pelo seu médico.

Diferença entre Remissão Completa e Remissão Parcial

Remissão completa significa que não há sintomas, nem sinais, que possam ser identificados para indicar a presença de câncer. No entanto, mesmo quando uma pessoa está em remissão, pode haver coleções microscópicas de células cancerígenas que não podem ser identificadas pelas técnicas atuais. Isso significa que, mesmo que uma pessoa esteja em remissão, ela poderá, em algum momento futuro, sofrer uma recorrência do câncer.

Remissão parcial significa que uma grande porcentagem dos sinais e sintomas do câncer desapareceu, mas alguns ainda permanecem. A remissão completa seria, portanto, melhor que a remissão parcial, porque com remissão parcial as chances de recorrência são maiores.

Quando Podemos Considerar a Cura

Quanto maior o tempo de remissão, maior a possibilidade de o câncer realmente ter sido curado, mas há casos de recorrência do câncer muitos, muitos anos após o início da remissão.

Portanto, se o médico disser que há uma taxa de cura / remissão de 95% em cinco anos para um câncer em particular, significa que, após cinco anos, 95% das pessoas com esse câncer ainda estarão em remissão (o que significa que você tem uma probabilidade extremamente alta de não ter recorrência por pelo menos cinco anos).

Terapias Durante a Remissão

Como não podemos dizer se remissão significa cura para a maioria dos cânceres, foram elaboradas estratégias de tratamento para aumentar a probabilidade de cura.

Quimioterapia, por exemplo, pode ser administrada para matar as células que possam ter escapado para locais mais distantes. Embora não possamos ver o câncer encolhendo com o tratamento adicional, sabemos que, em ensaios comparando pacientes que recebem tratamento adicional com aqueles que não o fazem, o tratamento adicional resulta em mais pacientes curados.

Taxas de Sobrevida

É comum, ao relatar os resultados do tratamento, comparar a taxa de sobrevida em cinco anos, que é a porcentagem de pacientes que sobrevivem cinco anos após o diagnóstico. Cinco anos é um intervalo conveniente no qual todos podem coletar estatísticas, para que sejam feitas comparações entre centros de tratamento, estados ou países.

Uma pessoa diagnosticada com um linfoma agressivo cujo câncer atinge remissão provavelmente terá sido curada se o câncer não retornar em dois anos. Isso ocorre porque qualquer linfoma residual deve se recuperar rapidamente.

É importante notar, no entanto, que as taxas de sobrevivência melhoraram muito com o tempo e estão sempre melhorando. Na década de 1970, apenas um paciente com câncer em cada três passou nos primeiros cinco anos após o diagnóstico. Hoje, esse número está em torno de 70% e excede 85% para alguns tipos de câncer que eram fatais anteriormente.

Portanto, remissão pode significar cura, mas só sabemos disso ao longo do tempo.

Referência: Mayo Clinic

Compartilhe informação: