Distúrbios dos Sangramentos

Os sangramentos acontecem diariamente no nosso cotidiano. Entretanto, quando estes sangramentos tornam-se excessivos, pode haver algum distúrbio de fatores de coagulação ou relacionado a disfunção/quantidade das plaquetas. Veja a seguir os principais distúrbios de sangramentos:

  • Hemofilia
  • Deficiência de Vitamina K
  • Trombocitopenia
  • Doença de von Willebrand
  • Doença Hepática

A hemofilia é um distúrbio hereditário (genético) e raro em que o sangue não coagula normalmente, pois não possui proteínas suficientes de coagulação do sangue. As pessoas com hemofilia podem sangrar por mais tempo após uma lesão.Pequenos cortes geralmente não são graves. O maior problema são sangramentos profundos dentro do corpo, especialmente nos joelhos, tornozelos e cotovelos. Este sangramento interno pode danificar órgãos e tecidos, podendo ser fatal.Nosso artigo: “Hemofilia – Saiba Mais” apresenta mais detalhes desta doença.

A vitamina K refere-se a um grupo de compostos solúveis em gordura que se divide em dois formatos (vitamina K1 e K2). A K2 (ou menaquinona) é encontrada no corpo e criada naturalmente no trato intestinal. Existem várias proteínas dependentes de vitamina K envolvidas na coagulação, desenvolvimento ósseo e saúde cardiovascular. Seu papel é essencial para a formação de várias substâncias chamadas fatores de coagulação, bem como a proteína C e a proteína S que trabalham juntas para anticoagular o sangue. A vitamina K insuficiente pode levar a sangramentos excessivos e contusões fáceis.

A trombocitopenia ou plaquetopenia está relacionada a uma contagem baixa de plaquetas no sangue. A condição pode ocorrer como resultado de neoplasias sanguíneas, um problema no sistema imunológico, certas condições como infecções, doença do fígado ou por efeito colateral de certos medicamentos.Em uma pessoa com trombocitopenia, há plaquetas em menor quantidade na circulação sanguínea. Isto pode não causar nenhum problema de saúde, mas quando o paciente tem sintomas como sangramento excessivo ou hemorragias, pode ser necessário iniciar tratamentos que ajudem a controlar estes sangramentos.Nosso artigo: “Plaquetas Baixas no Sangue – Saiba Mais sobre a Trombocitopenia” apresenta com mais detalhes os aspectos desta doença.

A doença de von Willebrand é um distúrbio de sangramento, causado por deficiência hereditária da proteína sanguínea fator de von Willebrand, que afeta o funcionamento das plaquetas. O fator de von Willebrand encontra-se no plasma, nas plaquetas e nas paredes dos vasos sanguíneos. Quando o fator falta ou é defeituoso, as plaquetas não conseguem aderir às paredes dos vasos, no local da lesão. Assim, o sangramento demora um pouco mais para cessar.A maioria dos portadores já nascem com a doença, embora seus sintomas não apareçam por anos. Algumas pessoas podem suspeitar do distúrbio quando passam por um sangramento intenso, normalmente após um procedimento odontológico ou, para mulheres, durante um período menstrual. Nosso artigo: “Apresentação e Abordagem da Doença de Von Willebrand” explica com mais detalhes esta doença, seus tipos e formas de tratamento.

Doenças hepáticas graves, como cirrose, hepatite fulminante ou gordura no fígado podem perturbar a homeostase na circulação sanguínea, por prejudicar a síntese do fator de coagulação. Como todos os fatores de coagulação são produzidos no fígado, a doença hepática descompensada pode causar fibrinólise e sangramento excessivos devido à diminuição da síntese hepática dessas substâncias.

Navegue pelo nosso site para saber mais sobre os distúrbios de sangramento e marque uma consulta conosco para solucionar suas dúvidas.