Sono e Câncer. Ter uma boa noite de sono é importante mesmo para as pessoas mais saudáveis. De acordo com os Institutos de Saúde, dormir o suficiente é vital para a saúde física, função cerebral, bem-estar mental, qualidade de vida e muito mais.

Embora muitos indivíduos se vejam contando ovelhas em algum momento de sua vida, a insônia pode ser debilitante para pacientes com câncer, muitas vezes levando à fadiga, distúrbios do humor, impactos físicos como dores de cabeça e outras dores e, em alguns casos, deficiências imunológicas.

Diversos estudos já vêm comprovando o que muitos pacientes com câncer sabem em primeira mão: dificuldade para dormir é um problema comum para pacientes com câncer.

Considerando as possíveis consequências da insônia na saúde e resistência dos pacientes durante e após o tratamento, é importante encontrar um plano de cuidados que aborde a qualidade do sono. Continue a leitura para compreender como.

Sono e Câncer

Cuide das Alterações do seu Sangue.
Marque uma Consulta com o Hematologista Agora.

Conteúdo do Artigo

Sono e Câncer – Problemas de Sono Comuns em Pessoas com Câncer

Pessoas em tratamento de câncer podem apresentar alterações nos padrões de sono ou dificuldade para dormir. Problemas comuns entre pessoas em tratamento de câncer podem estar relacionados a:

  • Os tumores podem causar problemas de sono;
  • Certos medicamentos ou tratamentos podem afetar o sono;
  • Estar no hospital pode dificultar o sono;
  • O estresse causado pelo conhecimento do diagnóstico de câncer geralmente causa problemas de sono;
  • Outros problemas de saúde não relacionados ao câncer podem causar distúrbios do sono.

Distúrbios do sono podem causar problemas para pacientes com câncer. Você pode não conseguir se lembrar das instruções de tratamento e pode ter problemas para tomar decisões. Estar bem descansado pode melhorar a energia e ajudá-lo a lidar melhor com os efeitos colaterais do câncer e do tratamento.

Diagnóstico

Seu médico pode lhe encaminhar a um especialista em sono para uma avaliação, se suspeitar que a qualidade do seu sono está sendo afetada pelo câncer, seu tratamento ou mesmo pelo estresse do processo.

Pode ser necessário realizar um exame chamado polissonografia (registros feitos durante o sono que mostram ondas cerebrais, frequência respiratória e outras atividades, como frequência cardíaca) para diagnosticar se você apresenta algum distúrbio do sono e tratar corretamente. As avaliações podem ser repetidas de tempos em tempos, pois os problemas de sono podem mudar com o avanço do seu tratamento.

Importância do Sono com Qualidade Durante o Tratamento do Câncer

Dormir bem é importante para sua saúde física e mental. Uma boa noite de sono pode ajudá-lo a:

  • Pensar com mais clareza;
  • Diminuir a pressão arterial;
  • Aumentar o apetite;
  • Reparação de células e tecidos;
  • Fortalecer o sistema imunológico.

Problemas de sono prolongados podem aumentar o risco de ansiedade ou depressão.

Tratamento

Distúrbios do sono causados ​​por efeitos colaterais do câncer ou tratamento contra o câncer podem ser ajudados pelo alívio dos sintomas desses efeitos colaterais. É importante falar sobre seus problemas de sono com sua família e com a equipe de saúde para que possam lhe oferecer educação e apoio. O tratamento de suporte pode melhorar sua qualidade de vida e capacidade de dormir.

A terapia cognitivo-comportamental (TCC) ajuda a reduzir a ansiedade sobre dormir o suficiente. Você aprende a transformar pensamentos e crenças negativas sobre o sono em pensamentos e imagens positivas, a fim de adormecer com mais facilidade. A TCC ajuda a substituir a ansiedade de “preciso dormir” pela ideia de “apenas relaxar”. Você aprende como mudar os hábitos de sono que o impedem de dormir bem.

Se identificar que é necessário, seu médico pode prescrever remédios para dormir, por um curto período, se outras estratégias não funcionarem. O medicamento para dormir prescrito dependerá do seu problema específico (como dificuldade em adormecer ou dificuldade em manter o sono), bem como outros medicamentos que esteja tomando.

Práticas de Autocuidado para Dormir Melhor

Bons hábitos de sono ajudam você a adormecer mais facilmente e a permanecer dormindo. Hábitos e rotinas que podem ajudar a melhorar o sono incluem:

  • Limite a ingestão de cafeína. Lembre-se de que, depois de seis horas, metade da cafeína consumida ainda estará na corrente sanguínea. Após 12 horas, um pouco de cafeína ainda estará afetando você.
  • Limite o consumo de álcool: ele pode ajudá-lo a adormecer rapidamente, mas estudos descobriram que o álcool interrompe a capacidade do corpo de permanecer dormindo e obter um sono reparador. O álcool também pode afetar seu tratamento contra o câncer.
  • Exercite-se: descobriu-se que o exercício melhora os padrões de sono. Considere caminhar, que pode ser uma maneira fácil de aumentar a atividade física e uma boa maneira de dormir melhor.
  • Reduza o estresse: muitas pessoas se deitam para adormecer, apenas para descobrir que sua mente está correndo, processando o dia e se preocupando com o dia seguinte. Considere manter um diário, especialmente antes de dormir, para expressar o que está incomodando você, ou escrever uma lista de tarefas para o dia seguinte para ajudar a clarear sua mente e prepará-lo para descansar.
  • Beba quantidades saudáveis ​​de líquidos: é importante beber líquidos suficientes diariamente, mas muito antes de dormir pode aumentar a vigília noturna. Tente reduzir a ingestão de líquidos duas a três horas antes de dormir para evitar a necessidade de levantar durante a noite.
  • Defina um horário de sono: Manter os mesmos horários de sono/vigília durante a semana pode melhorar o sono, mantendo seu relógio biológico consistente. Com base no seu ciclo de sono, o corpo libera hormônios que estimulam a sonolência e a vigília em determinados momentos.

Tornar a cama e o quarto mais confortáveis também ​​pode ajudá-lo a dormir melhor.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Diga Adeus às suas Dores.
Reserve a sua Consulta de Hematologia.