Leucemia Pode se Espalhar? A leucemia é uma proliferação maligna de células brancas do sangue – a principal força de trabalho de nosso sistema imunológico. Como um câncer do sangue e do sistema linfático, a leucemia pode se espalhar e formar tumores em partes distantes do corpo. As células leucêmicas impedem que outras células do corpo se comportem e funcionem normalmente, o que pode ter consequências graves.

Neste artigo, conheça os principais locais para onde a leucemia pode se espalhar e como conduzimos o tratamento nessas situações.

Leucemia Pode se Espalhar

A Leucemia Pode se Espalhar?

Locais que a Leucemia Pode Afetar

Algumas regiões do nosso corpo são mais propensas ​​à metástase do que outras. Veja a seguir:

Linfonodos

Quando as células formadoras de sangue da medula óssea se transformam em células leucêmicas, elas não amadurecem normalmente, mas começam a se acumular na medula óssea e a tomar o lugar das células normais.

Elas também podem sair para a corrente sanguínea, o que lhes dá um caminho para afetarem todo o organismo – incluindo os gânglios linfáticos, que tornam-se inchados e parecem mais protuberantes sob a pele.

Neste caso, mesmo que a leucemia alcance os gânglios linfáticos, é diferente do linfoma, já que esse tipo de câncer começa nos gânglios linfáticos e a leucemia apenas se espalhou para eles.

Sistema Nervoso Central

A leucemia pode se espalhar para o sistema nervoso central, atingindo o cérebro e/ou a medula espinhal.

As células leucêmicas podem se acumular no líquido cefalorraquidiano que banha a coluna e o cérebro, ou podem fixar residência no cérebro. Quando isso acontece, não é considerado câncer cerebral, mas sim leucemia metastática.

Nos pacientes em que a leucemia se espalhou para o cérebro, são comuns os sintomas de:

  • Fraqueza;
  • Dormência facial;
  • Dores de cabeça;
  • Quando mais grave, convulsões.

Pulmões, Coração e Fígado

Os cânceres do sangue podem formar metástases e afetar os pulmões e o coração. Isso é raro, mas pode acontecer. A leucemia também pode se espalhar para o fígado, que fica aumentado e sensível à medida que as células leucêmicas se acumulam.

Outras Regiões

É possível que a leucemia se espalhe para outras partes do corpo, embora seja muito raro.

  • Gengivas. Algumas formas de leucemia mieloide aguda podem se espalhar para as gengivas, causando dor, sangramento e inchaço.
  • Baço. Um subtipo específico de leucemia denominado leucemia de células pilosas causa metástase para o baço. É muito raro, mas pode acontecer.
  • Pele. Quando a leucemia se espalha para a pele, causa uma série de lesões, nódulos ou placas cor de ameixa. Esta manifestação está associada a muitos tipos de leucemia, incluindo as formas mieloide e linfoide. Os tipos mais associados são leucemia / linfoma de células T do adulto e leucemia mieloide aguda. Infelizmente, quando esta manifestação está presente, significa que você tem leucemia sistêmica ou teve uma recidiva e o câncer retornou. Também pode significar que sua leucemia está progredindo de forma muito agressiva.
  • Outros órgãos. A leucemia mieloide aguda, em alguns casos, pode se espalhar para os testículos, rins e os olhos.

Decisões de Tratamento

Saber e compreender o tipo específico de leucemia que você tem pode ajudá-lo a saber para onde o câncer tem maior probabilidade de se espalhar. Seu médico hematologista de confiança pode monitorá-lo quanto a certos sintomas, e você deve perguntar para ele sobre quais sinais e sintomas observar.

O tipo de tratamento que seu médico irá recomendar pode mudar se sua leucemia se espalhou para outro local.

Por exemplo, seu médico pode realizar certos testes, que podem incluir uma punção lombar para examinar o líquido cefalorraquidiano ao redor do cérebro e da medula espinhal, uma tomografia computadorizada, uma ressonância magnética ou uma radiografia de tórax.

Se os exames indicarem que a leucemia se espalhou para o sistema nervoso central, você precisará de outras terapias realizadas em conjunto com o tratamento padrão para alcançar as células de leucemia escondidas no SNC. O objetivo é aumentar suas chances de remissão – e diminuir a probabilidade de recorrência.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Compartilhe informação: