Atividade Física no Tratamento do Câncer. A atividade física pode não estar no topo de suas prioridades após um diagnóstico de câncer no sangue. No entanto, pode ser uma parte importante da sua recuperação durante e após o tratamento do câncer.

Neste artigo, conheça os benefícios de praticar atividade física no tratamento do câncer e algumas das práticas mais indicadas nesta fase da sua vida.

Atividade Física no Tratamento do Câncer

Atividade Física no Tratamento do Câncer

Para pessoas que vivem com mieloma múltiplo, leucemia ou outro tipo de câncer no sangue, pode parecer imprudente fazer exercícios quando o corpo está em tratamento contra o câncer. No entanto, novas pesquisas sugerem com alguma certeza que o oposto é verdadeiro.

Um dos principais benefícios do exercício em pacientes com câncer no sangue é o fato de estar relacionado a uma melhor recuperação. Existem centenas de estudos que mostram benefícios reais e tangíveis do exercício para pacientes com uma variedade de tipos de câncer e em estágios diferentes.

A atividade física, mesmo em pequenas doses, pode ajudar a melhorar a densidade óssea (evitando as Complicações Ósseas do Mieloma Múltiplo, por exemplo), o equilíbrio e a resistência ao longo do dia.

Exercício como Parte da Terapia do Câncer

A etapa mais importante para iniciar um programa de condicionamento físico contra o câncer é reconhecer a necessidade de um.

Uma maneira de avaliar essa necessidade é a equipe de tratamento avaliar o status de desempenho. As duas maneiras de medir isso estão relacionadas à quantidade de atividade diária e à independência de alguém para realizá-la, e à quantidade de tempo que a pessoa passa em pé.

Por exemplo, se alguém passa mais de 50% do dia descansando na cama, esse seria um bom exemplo de necessidade de iniciar a avaliação de um programa de exercícios. Outros fatores que devem ser avaliados antes de iniciar um programa como este incluem:

  • Problemas de equilíbrio;
  • Sono;
  • Capacidade de auto-defesa sobre sua condição;
  • Ansiedade;
  • Depressão.

Exercícios que Podem Ajudar Pacientes com Câncer

Como regra geral, qualquer exercício que promova equilíbrio, coordenação muscular e aumento de resistência é ótimo para pacientes que estão se recuperando dos efeitos colaterais do câncer. Veja, a seguir, alguns exemplos:

  • Ioga, como um dos regimes de condicionamento físico praticados mais antigos no mundo, integra equilíbrio, respiração e aspectos da espiritualidade que podem trazer benefícios positivos para alguém em sua jornada contra o câncer. Esses benefícios vêm na forma de redução do estresse e da ansiedade por meio da meditação e do fortalecimento do tecido que envolve os próprios ossos, diminuindo a probabilidade de fratura.
  • Pilates é uma forma mais recente de exercício que integra os princípios da ioga em um programa mais orientado para a medicina. Projetado por um instrutor de fitness que foi afetado por muitas doenças debilitantes durante sua vida, Joseph Pilates projetou este programa de fitness com a recuperação em mente. O Pilates ajuda a levar o fluxo sanguíneo para áreas como as articulações e aumenta a resistência e a coordenação entre diferentes partes do corpo.

Antes de iniciar qualquer programa de exercícios, verifique com sua equipe de saúde se o programa de exercícios que você está iniciando é seguro e apropriado para o seu caso.

Além disso, é importante se certificar de que escolheu algo de que goste e que seja apropriado para sua idade e circunstâncias. Não adianta fazer algo em que você não tem interesse, já que a maioria das pessoas acha difícil se motivar a se exercitar.

Referência: ScienceDaily

Compartilhe informação: