Compartilhe informação:

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), anemia é a condição em que os níveis de hemoglobina no sangue estão abaixo do normal. Mas a resposta à pergunta: “o que é anemia” é bastante ampla, incluindo o resultado da carência de nutrientes essenciais, condições genéticas entre outros fatores.

Ao longo deste artigo, saiba mais sobre a anemia, seus tipos, causas e tratamentos.

O que é Anemia

A anemia pode ser considerada uma síndrome que manifesta-se em várias doenças, já que a queda na concentração de hemoglobina pode estar associada à diminuição no número de hemácias, a concentração de hemoglobina em cada hemácia, ou mesmo a deformidades nestas células sanguíneas que impedem o adequado transporte de oxigênio.

O que é Anemia – Compreendendo o Transporte de Oxigênio

A quantidade de oxigênio que é liberada nos tecidos pelo sangue depende da concentração de hemoglobina, da quantidade de oxigênio ligado à hemoglobina, da afinidade entre a molécula de hemoglobina e de oxigênio, além da tensão exercida pelo oxigênio nos tecidos.

O número de hemácias circulantes pelo sangue depende do equilíbrio entre sua produção, distribuição na circulação, assim como sua remoção, quando necessário.

Uma quantidade de hemoglobina abaixo dos níveis adequados reduz a capacidade de o sangue transportar oxigênio, o que ativa uma série de mecanismos de correção pelo organismo.

O que é Anemia – Manifestações Clínicas da Anemia

As manifestações da anemia estão relacionadas a esses ajustes do organismo e também aos efeitos da falta de oxigênio nas células e tecidos.

Entre os principais sinais e sintomas da anemia, estão: fadiga e queda na disposição; anorexia; palidez de pele e mucosas; problemas de aprendizagem; falta de ar; tontura; dor no peito; mãos e pés frios; dor de cabeça e apatia.

Causas da Anemia

Deficiência de Ferro

O ferro é um mineral essencial à produção das células do sangue, participando da formação da hemoglobina e do transporte do oxigênio.

Pode haver um aumento na necessidade de ferro em algumas fases da vida, como: na amamentação, na adolescência, na gravidez e na menstruação. Contudo, a deficiência de ferro também pode ocorrer como resultado da ingestão inadequada, de sua má absorção ou perda crônica do nutriente em quadros de hemorragia.

Deficiência de Vitamina B12 e Ácido Fólico

A deficiência de vitamina B12 e ácido fólico é a principal causa para uma síntese inadequada do DNA. Isto pode prejudicar o processo de multiplicação das células, inclusive das células sanguíneas.

Neste tipo de anemia, ocorre baixa contagem de hemácias devido à falha no processo de divisão celular.

Condições Agudas ou Doenças

Algumas doenças podem interferir na capacidade da medula óssea para produzir os glóbulos vermelhos. Pacientes com doença renal podem desenvolver anemia, pela falta de sinalização desses órgãos à medula óssea para produzir novas hemácias.

A quimioterapia também prejudica a capacidade de produção dos glóbulos vermelhos, assim como doenças reumatológicas e infectocontagiosas, ou alterações da tireoide.

Condições agudas, como a perda excessiva de sangue, podem levar à redução grave de glóbulos vermelhos, causando os sintomas da anemia.

Outros Tipos de Anemia

Anemia Hemolítica

A anemia hemolítica é uma condição em que os glóbulos vermelhos são descartados pelo organismo antes do tempo normal, sem que haja tempo para a medula óssea repor estas células.

Anemia Falciforme

É uma doença hereditária em que ocorre alteração dos glóbulos vermelhos, que assumem um formato defeituoso, semelhante a uma foice. Sua membrana também é alterada, assim, elas rompem-se mais facilmente, o que leva ao quadro de anemia.

Anemia Aplástica

Esta anemia rara ocorre quando a medula óssea não produz uma quantidade suficiente de glóbulos vermelhos, devido a infecções, doenças auto-imunes ou exposição a substâncias tóxicas.

Tratamento da Anemia

Quando uma pessoa passa a apresentar quadros de cansaço, fraqueza, indisposição, amarelamento de pele e mucosas, é muito importante a avaliação de um médico especializado.

Apenas um diagnóstico adequado, preferencialmente pelo hematologista, pode identificar a presença da anemia, determinar seu tipo, e indicar o tratamento mais eficaz.


Compartilhe informação: