Os sintomas B (também conhecidos como sintomas inflamatórios) são uma tríade de fatores associados a doenças mais avançadas e com pior resultado no linfoma. Estes sintomas também podem ser descritos como “sistêmicos” ou “gerais”, mas no caso de linfoma, o termo refere-se a um conjunto específico de três sintomas que podem prever como a malignidade provavelmente se comportará.

Neste artigo, saiba mais sobre o que significa o termo sintomas B, quando eles aparecem e os fatores prognósticos associados a eles.

Sintomas B

Quais São os Sintomas B?

Por muitas décadas, a comunidade médica dividia cada estágio de um Linfoma não Hodgkin nas categorias “A” e “B” com base em sintomas específicos, conforme listado abaixo:

  • A: significa que uma pessoa não apresentou sintomas B.
  • B: significa que uma pessoa experimentou os seguintes sintomas:
    • Perda de peso inexplicável superior a 10% do seu peso corporal original durante os 6 meses antes do diagnóstico;
    • Febre inexplicável com temperaturas acima de 38ºC;
    • Suores noturnos, a ponto de “molhar a cama”. A maioria dos pacientes diz que suas roupas usadas para dormir ou os lençóis ficam realmente encharcados. Às vezes, a transpiração intensa ocorre durante o dia.

Estes sintomas são um fator prognóstico ruim no linfoma (linfomas de Hodgkin e não-Hodgkin), já que sua presença se correlaciona com um nível elevado de citocinas inflamatórias nos fluidos corporais.

Quais Pacientes podem Apresentar Sintomas B

Existem duas categorias principais de linfoma: linfoma de Hodgkin (HL) e linfoma não-Hodgkin (NHL). Pacientes com qualquer tipo de linfoma podem desenvolver sintomas B. Uma das manifestações mais comuns do linfoma, em geral, é o aumento dos linfonodos.

Os sintomas podem ou não estar presentes em vários casos de linfoma, mas quando estão, podem ajudar a prever como o linfoma se comportará e quais tratamentos podem ser melhores para começar. Os sintomas são mais comuns em linfomas de crescimento mais rápido.

Significado dos Sintomas B

Em alguns casos, a presença desses sintomas também pode indicar que a doença pode estar presente em outras partes do corpo, além de onde foi detectada inicialmente. Sua presença ou ausência no momento do diagnóstico pode ser incorporada na descrição da doença de uma pessoa.

Quando o médico determina o estágio da doença e o indivíduo apresenta sintomas B, ele adiciona a letra B após o estágio (que pode estar entre I e IV). Portanto, se alguém está no estágio II com sintomas B, o estágio é anotado como II-B. Os estágios daqueles que não apresentam nenhum dos sintomas são anotados como A.

Existem muitos tipos diferentes de linfoma, e diferentes tipos de linfoma podem afetar os pacientes de maneira muito diferente. Da mesma forma, a presença de sintomas B pode ser muito importante em alguns casos de linfoma, mas menos em outros tipos de linfoma.

Quando os Sintomas Estão Associados à Transformação

Dois dos tipos mais comuns de Linfoma não Hodgkin são o linfoma folicular e o linfoma difuso de grandes células B. O linfoma folicular é considerado um linfoma indolente ou de crescimento lento, o que significa que pode ficar latente por muitos anos antes de se transformar em uma doença mais agressiva e de rápido crescimento. Quando o linfoma folicular muda de latente para agressivo, isso é chamado de transformação.

O linfoma folicular pode se transformar em linfoma difuso de grandes células B, um linfoma mais agressivo e de rápido crescimento. Às vezes, um indivíduo com linfoma folicular nunca saberia que tinha linfoma e só procura atendimento médico após a transformação da malignidade. Uma das coisas que pode levar uma pessoa a procurar atendimento médico é a presença de sintomas B.

Referência: Lymphoma Action

Compartilhe informação: