Aproximadamente um terço dos pacientes relata sentir-se fraco ou sem fôlego como um sintoma antes de ser diagnosticado com leucemia. No entanto, como a falta de ar tem muitas causas possíveis, desde resfriado, infecção no peito até falta de condicionamento físico ou tabagismo, muitas vezes pode ser confundida como inofensiva ou simplesmente como um sinal de envelhecimento.

Continue a leitura deste artigo para saber mais sobre como a falta de ar se apresenta na leucemia e como identificá-la.

Falta de Ar na Leucemia

Caracterizando a Falta de Ar

A falta de ar ou “dispneia” descreve a sensação desagradável de não conseguir encher os pulmões com ar adequadamente, fazendo com que você aumente a velocidade da respiração.

Ficar sem fôlego é uma resposta completamente normal ao exercício extenuante. No entanto, quando surge inesperadamente, por exemplo, ao realizar pequenas tarefas que normalmente não requer esforço, pode ser devido a uma condição médica subjacente grave.

Dependendo de sua causa, pode ocorrer em horas ou dias (aguda) ou gradualmente, ao longo de um período de meses ou anos (crônica). No caso da leucemia, o tipo específico de câncer de sangue que uma pessoa tem determina a rapidez com que esse sintoma se apresenta.

Falta de Ar na Leucemia

Vale a pena visitar o seu médico se notar algum dos seguintes problemas com a sua respiração:

  • Falta de ar repentina que surge inesperadamente – É completamente normal ficar sem fôlego depois de se esforçar fisicamente; no entanto, se você não puder explicar sua súbita sensação de falta de ar, é vital procurar atendimento médico imediato. Às vezes conhecido como falta de ar aguda, este é muitas vezes o tipo de falta de ar mais preocupante, pois pode ser qualquer coisa, desde um ataque cardíaco, um ataque de asma ou leucemia em raras ocasiões;
  • Falta de ar durante as atividades cotidianas (que você normalmente não considera um esforço) – Acontece mesmo em situações simples, como lavar a louça ou trocar uma capa de edredom. Se você não lutou com isso antes, é importante entrar em contato com seu médico;
  • Falta de ar que dura mais de um mês ou torna-se gradualmente mais perceptível – Se você tem lutado com sua respiração por um tempo, não ignore. Pode ser um sinal de uma condição de longo prazo, como asma, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) ou talvez leucemia linfocítica crônica (LLC);
  • Você notou uma “ queda repentina na forma física” – Se você se considera em forma e ativo, deve informar seu médico sobre qualquer problema súbito com a respiração. Marque uma consulta, se não conseguir descobrir o que está causando isso (ou seja, você não tem um resfriado ou outra doença em curso);
  • Você também está tossindo há três semanas ou mais – Uma tosse persistente às vezes pode ser um sinal de leucemia, devido ao comprometimento do sistema imunológico. Quando combinada com falta de ar, uma tosse contínua também pode indicar uma condição pulmonar subjacente e, portanto, é importante que seja examinado por um médico;
  • Você notar outros sintomas de leucemia ou anemia – Além de falta de ar, você pode estar experimentando sintomas aparentemente não relacionados que podem, na verdade, ser uma indicação de leucemia. Os sintomas da leucemia podem incluir hematomas, suores noturnos, dor óssea, dor abdominal ou infecções frequentes.

Como a falta de ar na leucemia é quase sempre causada por anemia, fique atento a sintomas como fadiga, tontura, falta de concentração ou pele pálida. A anemia geralmente é diagnosticada usando um hemograma completo e, portanto, a leucemia também pode ser detectada nesta fase.

Causas

A falta de ar ocorre quando as células do corpo requerem mais oxigênio do que estão recebendo atualmente. Você acaba respirando mais rápido para tentar aumentar o fluxo de ar rico em oxigênio para os pulmões.

No caso de leucemia, o oxigênio pode se esgotar na corrente sanguínea como resultado da pessoa ficar anêmica. Uma superlotação de células leucêmicas cancerígenas na medula óssea causa anemia, impedindo a medula óssea de produzir eficientemente glóbulos vermelhos.

Como os glóbulos vermelhos contêm “hemoglobina”, que transporta oxigênio dos pulmões para as células do corpo, uma deficiência de glóbulos vermelhos significa que há menos oxigênio sendo transportado pelo corpo. Respirar com mais força é a maneira do corpo compensar essa perda de oxigênio.

Quando me Preocupar?

Frequentemente ouvimos falar de pacientes com leucemia que ignoram a falta de ar simplesmente como um sinal de idade ou falta de condicionamento físico. Não importa sua idade ou condição física, é importante tratar este sintoma com um nível de preocupação. Antes de descartar a falta de ar como sendo devido à inatividade ou idade, marque uma consulta com seu médico para uma opinião profissional e diagnóstico.

A maioria das pessoas saberá instintivamente quando a falta de ar é desproporcional ao nível de exercício que fizeram. Como regra geral, se você sentir que está lutando mais do que deveria ou está acostumado, visite seu médico para descartar qualquer problema.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Compartilhe informação: