Um segundo câncer é um novo tipo de doença neoplásica que ocorre em alguém que já teve câncer antes. É um tipo completamente novo e diferente do primeiro.

Esta ocorrência não é incomum. Cerca de 1 em cada 6 pessoas diagnosticadas já teve um tipo diferente de câncer no passado.

Neste artigo, compreenda a diferença entre um segundo câncer e a recidiva, os fatores que podem favorecer sua ocorrência e como lidar com esta condição.

Segundo Câncer

Diferença entre o Segundo Câncer e a Recidiva

Um segundo câncer não é o mesmo que uma recorrência do câncer. A recorrência acontece quando o primeiro câncer volta.

Se você é sobrevivente de uma doença neoplásica, provavelmente está atento à recorrência. A recorrência é o mesmo tipo de antes, mesmo que se desenvolva em uma área diferente do corpo.

É importante realizar exames com frequência para identificar logo no início uma possível recorrência do primeiro câncer. O seu médico também pode dizer se você precisa ser rastreado para outros tipos de neoplasias.

Se você tem um alto risco de neoplasias, pode fazer exames com mais frequência do que outras pessoas. Informe o seu médico tanto quanto possível sobre sua história familiar e tratamento anterior.

Fatores de Risco

O risco é maior para pessoas que tiveram certos tipos de primeiro câncer. Os médicos não podem ter certeza de quem desenvolverá novamente a doença, mas conhecem alguns fatores de risco. Esses incluem:

  • Genes herdados. Um gene herdado é passado de pai para filho em uma família. Um risco hereditário pode incluir ter um ou vários membros da família com câncer ou uma condição relacionada ao câncer.
  • Câncer que permanece após o tratamento. Algumas pessoas podem ter níveis muito baixos de células cancerosas no corpo, mesmo após o tratamento.
  • Certos tratamentos. Alguns tipos de quimioterapia e radioterapia aumentam o risco. O risco é maior se você fez tratamento quando criança, adolescente ou jovem adulto.

Os fatores de risco também incluem as mesmas coisas que colocam você em risco de ter um primeiro câncer, como:

  • Fumar;
  • Toxinas ambientais;
  • Estar acima do peso;
  • Ingerir muito álcool;
  • Comer uma dieta pouco saudável.

É Possível Evitar?

Nem sempre. Você não pode controlar alguns fatores de risco, como ter um tratamento específico para o câncer no passado. Mas você pode fazer algumas coisas para reduzir o risco geral, como:

  • Praticar exercícios regularmente;
  • Seguir uma dieta saudável;
  • Não fumar;
  • Limitar o uso de álcool (peça ao seu médico orientações específicas).

Você pode conversar com um conselheiro genético sobre como fazer o teste de mutações genéticas. Se os testes mostrarem que você tem a mutação, pode escolher um tratamento para diminuir o risco de cânceres futuros.

Como Lidar com o Medo

O medo de ter um segundo câncer é comum. Assim como o medo de uma possível recorrência. Converse com sua equipe de saúde sobre seus riscos específicos e o que você pode fazer para se manter o mais saudável possível. Fale também sobre quais exames você precisa e com que frequência.

Conversar com seu médico, entes queridos ou um psicólogo pode ajudá-lo a lidar com o medo.

Lidando com um Segundo Câncer

Encontrar e tratar precocemente é importante, assim como acontece com o primeiro câncer. Certifique-se de que seu médico saiba o máximo sobre a primeira ocorrência, seu tratamento e sua saúde geral.

Se um tratamento anterior provavelmente causou uma nova ocorrência, você pode questionar ou culpar a si mesmo. Mas é importante lembrar que os tratamentos mudam com o tempo. Você e seu médico provavelmente escolheram as melhores opções disponíveis para o tratamento anterior.

O que você sabe sobre a doença, hospitais e cuidados de saúde pode ajudá-lo a lidar com esta nova situação. Mas você também pode ter memórias e emoções fortes. Sua experiência anterior pode ajudá-lo a tomar decisões.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Compartilhe informação: