Acompanhamento do Mieloma Múltiplo: O atendimento a pessoas com diagnóstico de mieloma não termina quando o tratamento ativo termina. Seu médico hematologista continuará acompanhando seu caso para verificar se o câncer não retornou, gerenciar os efeitos colaterais e monitorar sua saúde geral. Existem diversos cuidados de acompanhamento do mieloma múltiplo neste processo. Continue a leitura e conheça mais sobre eles e como mantê-los em dia.

Os Cuidados de Acompanhamento do Mieloma Múltiplo

Seu acompanhamento após o tratamento ativo pode incluir exames físicos regulares, exames médicos ou ambos. Eles são realizados para acompanhar sua recuperação nos próximos meses e anos. Com base neste acompanhamento, seu médico pode recomendar terapia de manutenção para aumentar a sobrevida livre da doença.

A maioria dos pacientes que necessitam de Tratamento para Mieloma Múltiplo também é tratada regularmente com bifosfonatos intravenosos. No entanto, o desenvolvimento de problemas renais ou osteonecrose (a morte das células em uma pequena área de osso) da mandíbula em uma pequena fração de pacientes após o uso a longo prazo pode mudar a forma como o bisfosfonato é usado no futuro.

Acompanhamento do Mieloma Múltiplo

Prevenção de Recorrência e Complicações

Um dos objetivos do acompanhamento é verificar se o paciente está desenvolvendo uma recorrência. Com o tempo, o mieloma pode recorrer e pequenas áreas deste tipo de câncer podem permanecer indetectáveis ​​e resistentes ao tratamento no corpo. Por sua vez, essas células podem aumentar em número até aparecerem nos resultados do teste ou causarem sinais ou sintomas.

Durante o acompanhamento, seu médico, que já está familiarizado com seu histórico pode identificar o seu risco de recorrência. Seu médico também fará perguntas específicas sobre sua saúde. Algumas pessoas podem fazer exames de sangue. Além disso, exames de imagem também fazem parte do acompanhamento regular. No entanto, as recomendações de testes dependem de vários fatores, incluindo o tipo e estágio do câncer originalmente diagnosticado e os tipos de tratamento administrados.

Para o mieloma, isso normalmente inclui exames de sangue, exames radiológicos periódicos a cada 1 a 3 meses e até uma avaliação da medula óssea.

Existem diversas complicações do mieloma múltiplo. Entre elas, as Complicações Ósseas são as mais frequentes e debilitantes. Nosso artigo “Complicações Ósseas do Mieloma Múltiplo” aborda com mais detalhes esse tipo de complicação e suas formas de tratamento.

Gerenciando Efeitos Colaterais a Longo Prazo e Tardios

A maioria das pessoas apresenta efeitos colaterais ao receber tratamento para o mieloma múltiplo. Muitas vezes, alguns efeitos colaterais podem durar além do período de tratamento. Estes são chamados de efeitos colaterais a longo prazo. Além disso, outros efeitos colaterais chamados efeitos tardios podem se desenvolver meses ou até anos depois. Os efeitos a longo prazo e tardios podem incluir alterações físicas e emocionais.

Converse com seu médico hematologista sobre o risco de desenvolver esses efeitos colaterais com base no tipo de câncer, seu plano de tratamento individual e sua saúde geral. Se você receber um tratamento conhecido por causar efeitos tardios específicos, também pode ser necessário realizar alguns exames físicos ou exames de sangue para ajudar a encontrá-los e gerenciá-los.

Manutenção de seus Níveis de Saúde Geral

Você e seu médico devem trabalhar juntos para desenvolver um plano de acompanhamento personalizado. Certifique-se de perguntar sobre quaisquer preocupações que você tenha sobre sua futura saúde física ou emocional.

Mantenha registro de todos os detalhes sobre o tratamento do câncer, que são muito valiosos para os profissionais de saúde que cuidarão de você durante toda a sua vida.

Referência: Follow-Up Care for Multiple Myeloma – Memorial Sloan Kettering Cancer Center

Compartilhe informação: