Remissão do Mieloma Múltiplo. Uma sobrevivente do câncer entende a importância de ouvir a palavra “remissão”. Para muitos, chegar a este ponto é um momento maravilhoso. No entanto, as perguntas que tendem a persistir são “Quão seguro você está?” e “Estou realmente fora de perigo”?

Quando explicamos sobre o mieloma múltiplo a um paciente, procuramos fornecer o entendimento de que, mesmo após o tratamento, uma pequena quantidade da doença ainda poderia estar presente. O nível da doença restante pode depender do tratamento recebido e de como o mieloma respondeu a esse tratamento.

Remissão do Mieloma Múltiplo

A remissão é uma diminuição ou desaparecimento dos sinais e sintomas do câncer. Na remissão parcial, alguns sinais e sintomas de câncer, mas não todos, desaparecem. Na remissão completa, todos os sinais e sintomas desapareceram, embora células do câncer ainda possam estar no corpo.

A remissão nem sempre significa uma cura. Na verdade, no mieloma, normalmente isso não acontece. Embora a palavra remissão seja muito esperada, hesitamos porque sabe-se que o mieloma volta depois de algum tempo. Um paciente está sempre em dúvida entre voltar à vida de normalidade passada ou adequar-se a um estilo de vida de remissão.

Recupere a Saúde da sua Medula Óssea!
Agende uma Consulta com Hematologista Hoje.

Existem algumas práticas da vida diária que você pode considerar adicionar ao seu estilo de vida durante a remissão:

Evitar a Ingestão de Álcool

Você pode beber uma taça de vinho aqui e ali. Mas quando o fizer, esteja atento à ingestão de medicamentos que possam interagir com a bebida alcoólica.

Essa prática consciente ainda deve ser seguida até certo ponto quando a remissão estiver concluída. Sejamos realistas, o álcool deveria ser totalmente retirado do nosso cardápio; mas se você bebe socialmente e com responsabilidade, sabe que a ingestão limitada de álcool é a melhor opção.

Além disso, é melhor discutir essas questões simples, mas de bom senso, com seu médico, que poderá abordar melhor sua situação pessoal.

Alimentação

Se você seguiu uma dieta saudável, deve continuar a fazê-lo. Haverá momentos em que você pode voltar à normalidade, ingerindo alimentos nem tão saudáveis, como em uma confraternização; no entanto, você pode querer repensar o consumo de carne vermelha todas as noites ou o consumo de grandes quantidades de refrigerante todos os dias.

Lembre-se, quando você está começando do zero, é melhor ser o mais saudável possível para fortalecer o corpo e o sistema imunológico e manter o mieloma sob controle.

Exercício

O exercício é o melhor remédio para lidar com o mieloma múltiplo e pode realmente ajudar a superar a fadiga. Se você era fisicamente ativo antes do diagnóstico, pode querer voltar aos poucos ao nível de atividade que praticava, especialmente se ainda tiver lesões ósseas após a remissão.

Converse com seu médico antes de iniciar um programa ou consulte um educador físico de sua confiança para obter um programa de exercícios personalizado.

Parar de Fumar

O tabagismo é um hábito que deve ser eliminado do seu estilo de vida em geral; realmente faz mais mal do que bem, especialmente quando diagnosticado com câncer.

Fumar após o diagnóstico de câncer aumenta o risco de doenças crônicas, segundos cânceres relacionados com o tabagismo e morte prematura. Para melhorar a duração e a qualidade da sua vida, são necessários esforços para deixar de fumar, se você ainda não o tiver feito, e permanecer livre do tabaco.

O Mieloma Múltiplo Pode Voltar Após a Remissão

Em geral, precisamos ficar atentos à nossa saúde porque surpresas podem acontecer. Existem vários níveis de resposta que os pacientes podem ter ao tratamento:

  • Doença Estável – quando um paciente teve alguma resposta ao tratamento, mas menos de 50% de redução nos níveis de proteína monoclonal. A doença não está melhorando nem piorando.
  • Resposta Parcial – ocorre quando um paciente apresenta uma redução de mais de 50% na proteína monoclonal do sangue e uma redução de proteína M na urina de mais de 90%. Se um paciente tivesse um plasmocitoma (uma lesão única), uma resposta parcial significaria uma redução de mais de 50% no tamanho do tumor.
  • Resposta Parcial Muito Boa – significa que os níveis de proteína monoclonal podem ser detectados pelo teste de imunofixação, mas não pelo teste de eletroforese no sangue e na urina. Isso também significa que a proteína M foi reduzida no sangue em mais de 90%.
  • Resposta Completa – significa que não há proteína monoclonal detectável no corpo.
  • Resposta Completa Rigorosa – significa que um paciente alcançou uma resposta completa e também tem uma proporção normal de células plasmáticas de cadeia leve livre e não possui células clonais na medula óssea, conforme medido por imunohistoquímica ou imunofluorescência.
  • Doença Residual Mínima Negativa – estão disponíveis testes mais sensíveis que podem detectar níveis mais baixos de doença por citometria de fluxo ou por testes de sequenciamento de próxima geração. Se um paciente for DRM negativo, significa que alcançou uma resposta completa rigorosa e nenhuma célula de mieloma pode ser detectada em uma amostra de um milhão. Este é um teste de biópsia da medula óssea.

Estar em remissão do mieloma não é o mesmo que estar curado do mieloma. A remissão pode ser parcial ou total. Você ainda pode ter mieloma detectável, mas com menos células cancerígenas presentes. Cada paciente se pergunta quanto tempo durará essa remissão, mas não existe uma fórmula simples e cada paciente é diferente. Pode depender do tipo de tratamento para mieloma que você recebe, da genética do seu mieloma e de outros fatores de saúde.

É comum o retorno do mieloma após uma remissão inicial. Isso é chamado de mieloma múltiplo recidivante. O objetivo do tratamento atual é estender a duração e a profundidade das remissões até que uma cura possa ser encontrada.

Mais informações sobre este assunto na Internet:
Cuide das Alterações do seu Sangue.
Marque sua Consulta com Hematologista Hoje!