Compartilhe informação:

varfarina

A varfarina é um medicamento de prescrição que interfere na coagulação normal do sangue, usada para pessoas que estão em risco aumentado de desenvolver coágulos sanguíneos prejudiciais. Isso inclui pessoas com uma válvula cardíaca mecânica, um ritmo cardíaco irregular chamado fibrilação atrial, certos distúrbios de coagulação ou risco maior de um coágulo após cirurgia de quadril ou joelho.

Neste artigo, saiba mais informações sobre este medicamento e os cuidados necessários quando fazemos seu uso.

A Varfarina

O mecanismo normal de coagulação é um processo complexo que envolve múltiplas substâncias (fatores de coagulação). Esses fatores são produzidos pelo fígado e atuam em sequência para formar um coágulo sanguíneo. Para que o fígado produza alguns dos fatores de coagulação, quantidades adequadas de vitamina K devem estar disponíveis no organismo.

Varfarina bloqueia uma das enzimas que usa vitamina K para fazer alguns dos fatores de coagulação e, por sua vez, reduz sua produção. Como resultado, o mecanismo de coagulação é interrompido e leva mais tempo para o sangue se solidificar.

A varfarina não dissolve os coágulos, mas evita que eles aumentem de tamanho e se movam para outra parte do corpo. Isso permite que os sistemas corporais naturais quebrem um coágulo ao longo do tempo, ajudando a reduzir a chance de desenvolvimento de novos coágulos em pessoas que se encaixam no grupo de risco.

Por que Tomar Varfarina?

O objetivo da terapia com varfarina é diminuir a tendência de coagulação do sangue, mas não prevenir a coagulação completamente. Portanto, a capacidade de coagulação do sangue deve ser cuidadosamente monitorada enquanto uma pessoa toma o medicamento. A dose de varfarina é ajustada para manter o tempo de coagulação dentro da faixa alvo, com base nos resultados de exames de sangue periódicos.

Monitoramento da Terapia

Os seguintes exames são realizados para monitorar as condições do paciente que faz uso de varfarina:

  • Tempo de protrombina – O teste de coagulação usado para medir o efeito da varfarina é o tempo de protrombina: um teste laboratorial que mede o tempo necessário para a formação de um coágulo. É medido em segundos. É particularmente sensível aos fatores de coagulação afetados pela varfarina e usado para ajustar a dose de varfarina.
  • Índice Normalizado Internacional – Este exame é uma forma de expressar o Tempo de protrombina de forma padronizada, comparando-o com um valor de referência; isso garante que os resultados obtidos por diferentes laboratórios em diferentes instalações possam ser comparados de maneira confiável.

Efeitos Adversos da Varfarina

A principal complicação associada à varfarina é o sangramento. Isto inclui hemorragias graves, com risco de vida, como hemorragias no cérebro ou hemorragias internas, o que é raro, e hemorragias ligeiras, tais como hemorragias nas gengivas ou hemorragias nasais, que são comuns e podem ocorrer com qualquer anticoagulante.

O risco de sangramento é diferente em pessoas diferentes, sendo maior durante as poucas semanas em que a varfarina é iniciada e durante os períodos de doença. Em geral, o risco de grandes hemorragias internas é de 1 a 3% ao ano; As pessoas que toleraram bem a varfarina por pelo menos seis meses e estão em uma dose estável têm um risco de sangramento interno próximo de 1% ao ano. Hemorragia excessiva pode ocorrer em qualquer área do corpo mesmo se a varfarina estiver tendo o efeito desejado (e não excessivo), e as pessoas em uso do medicamento devem relatar a seu médico a ocorrência de quedas ou acidentes, bem como sinais ou sintomas de sangramento ou hematomas incomuns.

Sinais de hemorragia interna incluem dor de cabeça intensa ou perda de força em uma parte do corpo, sangue na urina, fezes escuras ou vômito com sangue. Estes sinais indicam a necessidade imediata de procurar cuidados médicos emergenciais.

Pequenas hemorragias podem ocorrer nas gengivas, nariz ou por maior facilidade de hematomas. É importante relatar alterações na gravidade ou frequência desses sintomas, para que o profissional de saúde possa decidir sobre as etapas apropriadas a serem tomadas.

A varfarina também pode causar um raro efeito colateral chamado necrose ou gangrena da pele, que pode causar áreas vermelhas ou pretas escuras na pele. Essa complicação é mais provável em pessoas com um distúrbio de coagulação hereditário chamado deficiência de proteína C, o que é muito raro. Quando ocorre, é mais provável que seja visto durante os primeiros dias da terapia com varfarina.

Efeitos Adversos Graves – Quando Procurar Ajuda

Se houver sinais óbvios ou sutis de sangramento, incluindo os seguintes, você deve procurar atendimento médico imediatamente:

  •  Náusea persistente, dor de estômago ou vômito de sangue ou outro material que se assemelhe a borra de café;
  • Dores de cabeça, tontura ou fraqueza;
  • Urina vermelho escuro ou marrom;
  • Sangue nas fezes ou cor muito escura;
  • Queda grave ou ferimentos na cabeça, mesmo que não haja outros sintomas;
  • Um acidente de carro ou outra lesão grave que possa causar sangramento.

Também é importante notificar seu médico se você observar algum dos seguintes sinais:

  • Sangramento das gengivas depois de escovar os dentes;
  • Inchaço ou dor em um local que recebeu injeção;
  • Pele preta e azul (contusões);
  • Sangramento menstrual excessivo ou sangramento entre períodos menstruais;
  • Diarreia, vômito ou incapacidade de comer por mais de 24 horas;
  • Febre (temperatura superior a 38 ° C), que pode ser um sinal de infecção.

O uso de um novo medicamento prescrito por outro médico também deve ser relatado ao seu médico, porque alguns medicamentos podem interferir nas doses de varfarina. Uma cirurgia ou procedimento planejado pode indicar a necessidade de interromper a varfarina por um período de tempo para diminuir o risco de sangramento durante ou após o procedimento.

É importante lembrar que a varfarina é usada para reduzir o risco de uma condição de coagulação, como trombose venosa profunda (TVP), embolia pulmonar (EP) ou acidente vascular cerebral. Se você desenvolver qualquer sintoma de um coágulo, procure atendimento médico imediato.


Compartilhe informação: