Boca Seca no Tratamento do Câncer. A radiação na cabeça e no pescoço, assim como alguns tratamentos quimioterápicos e medicamentos, levam a consequências como a boca seca e a alterações no paladar. Mastigar e engolir se torna mais difícil. A falta de saliva promove cáries, uma vez que não está mais disponível para limpar as partículas de alimentos nos dentes.

Neste artigo, explicamos porque este sintoma é frequente durante o tratamento do câncer e recomendamos algumas práticas que podem ajudar.

Boca Seca no Tratamento do Câncer - Por que Acontece? Como Aliviar?

Porque Acontece Boca Seca no Tratamento do Câncer

A boca seca é geralmente causada quando as glândulas salivares ficam irritadas ou danificadas, levando-as a produzir menos saliva, saliva espessa ou pegajosa.

Um paciente com câncer pode experimentar esse efeito colateral, também conhecido como xerostomia, em diversas abordagens de tratamento do câncer, como tomar certos medicamentos, ao realizar quimioterapia ou após tratamentos com radiação que visam a área da cabeça ou pescoço.

Essa condição pode durar vários meses ou pode se tornar permanente se as glândulas salivares forem danificadas durante a radioterapia. A boca seca também é típica entre pacientes que tomam certos medicamentos quimioterápicos que engrossam a saliva ou reduzem sua produção.

Complicações

Como a saliva tem muitas funções importantes, a boca seca pode levar a uma série de outros sintomas, incluindo aumento da sede e rouquidão, além de um risco maior de infecção oral e cárie dentária.

Outras complicações potenciais incluem alteração de fala, alterações no paladar ou no olfato, dificuldade em engolir e indigestão. Qualquer um desses efeitos colaterais pode afetar os hábitos cotidianos, alimentares e de consumo geral dos pacientes.

Como Gerenciar a Boca Seca no Tratamento do Câncer

Uma variedade de técnicas está disponível para tentar restaurar a função das glândulas salivares, reduzir a dor e o desconforto e ajudar os pacientes a se manterem hidratados. Elas incluem:

Acupuntura

Uma técnica tradicional da medicina chinesa, a acupuntura pode ajudar pacientes que não encontraram alívio da boca seca com cremes dentais, enxaguatórios bucais ou medicamentos prescritos.

Suporte Nutricional

A boca seca pode causar dificuldades para mastigar e engolir. Os nutricionistas podem educar os pacientes sobre como modificar as texturas dos alimentos para facilitar a ingestão. As recomendações podem incluir comer alimentos macios e úmidos, incorporar líquidos e evitar alimentos secos e grosseiros.

Os nutricionistas também podem oferecer receitas para shakes caseiros, smoothies ou outras formas de nutrição líquida, adaptadas às necessidades específicas de nutrientes dos pacientes, para aliviar os sintomas e complicações da boca seca.

Veja outras dicas de Alimentação no Tratamento do Câncer

Reabilitação Fonoaudiológica

Os fonoaudiólogos que trabalham na equipe de reabilitação oncológica podem ajudar pacientes com um regime de higiene bucal e a lidar com a boca seca. Especialmente treinados para trabalhar com os músculos da boca e da garganta, os fonoaudiólogos também podem ser úteis para ensinar técnicas aos pacientes sobre como engolir, aumentar a secreção salivar e comer e beber sem engasgar.

Estratégias de Autocuidado

As seguintes práticas podem ajudar a gerenciar a sensação de boca seca:

  • Chupar balas ou mascar chicletes sem açúcar pode ajudar suas glândulas salivares a produzir mais saliva;
  • Beba água ou outras bebidas sem açúcar com frequência. Mantenha um recipiente com água por perto o tempo todo;
  • Se estiver calor, você pode chupar (não mastigar) pequenos cubos de gelo;
  • Evite alimentos secos, como pão, bolos, arroz, biscoitos e batatas fritas;
  • Faça pequenas mordidas e mastigue bem a comida;
  • Evite bebidas com cafeína e alcoólicas e enxaguantes bucais com álcool;
  • Não fume;
  • Evite alimentos picantes e salgados. Eles podem irritar a mucosa da boca;
  • Coma alimentos macios e úmidos que sejam frescos ou à temperatura ambiente – Experimente frango e peixe cozidos macios, cereais embebidos em leite e picolés sem açúcar;
  • Evite alimentos que grudem no céu da boca, como manteiga de amendoim;
  • Umedeça os alimentos com caldo, sopa, molhos ou iogurte;
  • Use um umidificador de ar próximo à sua cama durante a noite;
  • Mantenha sua boca sempre limpa. Use uma escova de dentes de cerdas macias e lave a boca antes e depois de comer com um enxágue suave de água pura na boca – Bochechos a cada 2 horas também podem ajudar. Lembre-se de passar fio dental regularmente.

Existem medicamentos que aumentam a produção de saliva e também produtos que funcionam como saliva artificial. Converse com o seu médico hematologista de confiança sobre a utilidade desses recursos em seu tratamento.

Referência: U.S. National Library of Medicine

Compartilhe informação: