A síndrome de lise tumoral refere-se aos distúrbios que ocorrem quando uma grande quantidade de células neoplásicas é destruída rapidamente, levando à liberação de subprodutos na circulação.

Esta complicação de alguns tratamentos contra o câncer é mais comum durante o tratamento de linfoma de alto grau ou leucemia aguda.

Continue a leitura e saiba mais sobre a síndrome de lise tumoral, suas causas, sintomas, como identificar o risco e tratar esta complicação do tratamento contra o câncer.

Síndrome de Lise Tumoral

Síndrome de Lise Tumoral

Quando as células cancerosas morrem, sua decomposição libera substâncias no sangue. Se as células cancerígenas se decompõem tão rapidamente que os rins não conseguem remover essas substâncias do sangue, isso pode levar à síndrome de lise tumoral (SLT).

A síndrome de lise tumoral é um grupo de problemas causados devido ao altos níveis sanguíneos de alguns subprodutos, incluindo:

  • ácido úrico (hiperuricemia);
  • potássio (hipercalemia);
  • fosfato (hiperfosfatemia).

Baixos níveis de cálcio (hipocalcemia) também fazem parte do quadro.

O ácido úrico pode ser depositado nas articulações, causando uma condição dolorosa semelhante à gota. Um acúmulo de ácido úrico nos rins pode causar danos e formar pedras.

Altos níveis de fosfato também podem danificar os rins e levar à insuficiência renal. Níveis anormais de potássio e cálcio podem afetar o ritmo cardíaco e levar a alterações neurológicas, como fraqueza, irritabilidade e confusão.

Causas

A SLT é mais provável de se desenvolver quando certos tipos de câncer ou doenças do sangue são tratados com quimioterapia. Esses cânceres causam uma alta contagem de glóbulos brancos, têm uma alta carga tumoral ou têm células que se dividem rapidamente e respondem bem ao tratamento. Esses incluem:

A síndrome de lise tumoral geralmente ocorre no início da quimioterapia, quando um grande número de células tumorais é destruído. Pode ocorrer dentro de algumas horas de tratamento, mas é mais frequentemente observado 48 a 72 horas após o início do tratamento.

Sintomas

Os sintomas da síndrome de lise tumoral podem ser leves no início, mas pioram à medida que os níveis de substâncias anormais no sangue aumentam. Os sintomas incluem:

  • náusea;
  • vômito;
  • diarréia;
  • cãibras musculares ou espasmos;
  • fraqueza;
  • dormência ou formigamento;
  • fadiga;
  • diminuição da micção;
  • frequência cardíaca irregular;
  • confusão;
  • inquietação;
  • irritabilidade;
  • delírio;
  • alucinações;
  • convulsões.

Relate os sintomas ao seu médico ou equipe de saúde o mais rápido possível.

Identificando o Risco

Antes do início do tratamento, seu médico determinará se você tem risco de desenvolver síndrome de lise tumoral. O risco é baseado em:

  • o tipo de câncer;
  • até que ponto o câncer progrediu;
  • condições pré-existentes, como função renal deficiente, doença cardíaca ou pressão alta;
  • testes de laboratório.

Se você corre o risco de desenvolver SLT, sua equipe de saúde pode sugerir maneiras de preveni-lo antes de iniciar o tratamento do câncer.

Isso geralmente inclui garantir que seu corpo receba líquidos suficientes. Você pode receber fluidos por via intravenosa. Os fluidos geralmente são administrados 24 a 48 horas antes do início do tratamento e por vários dias após o término do tratamento.

Também é importante monitorar a produção de urina, para avaliar a função renal). Em alguns casos, pode ser necessário o uso de um medicamento diurético para ajudar o corpo a produzir urina.

Tratamento

Sua equipe de saúde fará exames de sangue e observará possíveis sintomas de SLT durante todo o tratamento. Em caso positivo, existem medidas para tratá-la.

Medicação

Você pode receber um medicamento para diminuir o nível de ácido úrico em seu corpo. Você também pode receber medicamentos para impedir que o ácido úrico forme cristais. Isso torna mais fácil para os rins remover o ácido úrico do corpo.

Diálise

Você pode precisar fazer diálise se a SLT não puder ser corrigida ou se a insuficiência renal piorar. A diálise remove os resíduos do sangue quando os rins não funcionam adequadamente.

A SLT é um problema potencialmente fatal e precisa ser tratado imediatamente. Se não for controlado, níveis sanguíneos anormais podem causar uma variedade de problemas. Seu médico hematologista de confiança pode orientá-lo quanto ao seu risco e as medidas para evitar esta complicação.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Compartilhe informação: