Câncer ósseo e mieloma múltiplo são frequentemente confundidos, já que ambos apresentam sintomas semelhantes, como dores ósseas e fraturas. No entanto, são na verdade dois tipos diferentes de câncer.

Continue a leitura deste artigo para saber mais sobre câncer ósseo e mieloma múltiplo, suas diferenças e semelhanças.

O que é Câncer Ósseo?

O câncer ósseo é uma forma rara de câncer que pode começar dentro de qualquer osso. Não inclui o câncer que começa em outra parte do corpo e se espalha (metastatiza) para os ossos.

Ossos da pélvis, braços e pernas são os locais mais comuns de câncer ósseo. Se se espalhar, pode afetar qualquer parte do corpo. O câncer ósseo é normalmente muito tratável, com 80% dos pacientes sobrevivendo pelo menos cinco anos após o diagnóstico.

Diga Adeus às suas Dores.
Reserve a sua Consulta de Hematologia.

Os tipos de câncer ósseo incluem:

  • Os tumores de osteossarcoma, o tipo mais comum, produzem osso no tumor. É mais comum nos ossos dos braços ou pernas de crianças e adultos jovens.
  • O condrossarcoma é a segunda forma mais comum. As células cancerígenas produzem cartilagem. É mais comum em adultos de meia-idade e idosos.
  • O sarcoma de Ewing tem maior probabilidade de se desenvolver na pélvis, braços ou pernas de crianças e adultos jovens.

Os sintomas comuns de câncer ósseo incluem:

  • Dor óssea que não é aliviada por analgésicos de venda livre. A dor pode ser uma dor surda ou ir e vir e geralmente piora à noite.
  • Ossos enfraquecidos que quebram facilmente
  • Inchaço e sensibilidade perto da área afetada
  • Fadiga
  • Perda de peso não intencional

O que é Mieloma Múltiplo?

O mieloma múltiplo é um tipo de câncer do sangue que se forma nas células plasmáticas. As células plasmáticas crescem na área macia e esponjosa no meio dos ossos, chamada medula óssea.

Em pacientes com mieloma múltiplo, as células cancerígenas expulsam as células sanguíneas saudáveis, produzindo proteínas anormais que destroem os ossos e causam outros sintomas, como contagens sanguíneas baixas (anemia e leucopenia), sangramento excessivo ou hematomas e danos nos rins. Geralmente ocorre nos ossos longos, costelas, coluna e pelve.

A causa do mieloma múltiplo é desconhecida. O risco de desenvolvê-lo é maior se você tiver mais de 60 anos, for homem ou tiver histórico familiar de mieloma. A taxa de sobrevivência do mieloma múltiplo cinco anos após o diagnóstico é inferior à do câncer ósseo, de 60%. Isso ocorre porque geralmente é diagnosticado depois de algum tempo, já tendo se desenvolvido. Além disso, como afeta as células sanguíneas, há um impacto muito rápido em todo o corpo. Embora não haja cura, pode ser tratado com sucesso na maioria dos pacientes durante anos.

Pode não haver sintomas em pacientes nos estágios iniciais da doença. Quando os sintomas se desenvolvem, eles variam amplamente e geralmente incluem um ou mais dos seguintes:

  • Dor óssea, especialmente na coluna ou no peito
  • Ossos finos ou quebrados
  • Náusea
  • Constipação
  • Perda de apetite
  • Anemia devido a contagens sanguíneas baixas
  • Neblina ou confusão mental
  • Fadiga e fraqueza
  • Infecções frequentes
  • Aumento de sangramento e hematomas
  • Perda de peso
  • Fraqueza ou dormência nas pernas e pés causada pelo colapso dos ossos da coluna vertebral que danifica os nervos espinhais
  • Sede excessiva

Lembre-se de que esses sintomas podem ser um sinal de muitas condições médicas diferentes, incluindo condições não cancerosas. É importante que você não deixe sintomas incomuns persistirem por mais de algumas semanas. Contate o seu médico, que pode fazer alguns exames de sangue como ponto de partida para ver se há algo anormal em seu hemograma.

O diagnóstico geralmente inclui uma biópsia para remover uma amostra de medula óssea para teste. Exames de sangue e urina são usados ​​para verificar a função renal, contagem de células sanguíneas e níveis de cálcio e ácido úrico. Testes de imagem (ressonância magnética, PET, tomografia computadorizada ou raios X) são usados ​​no diagnóstico.

Se o mieloma estiver crescendo lentamente e não causar sintomas, o único tratamento poderá ser o monitoramento de sinais de progressão do câncer. Se você tiver sintomas, os tratamentos podem incluir:

  • Terapia medicamentosa direcionada;
  • Imunoterapia;
  • Quimioterapia ou radiação;
  • Corticosteróides para controlar a inflamação;
  • Transplante de medula óssea (células-tronco), em casos que há indicação.

Semelhanças e Diferenças entre Câncer Ósseo e Mieloma Múltiplo

Embora ambos os tipos de câncer se desenvolvam nos ossos, o mieloma múltiplo é um câncer do sangue que começa na medula óssea. Às vezes, o mieloma múltiplo é um tumor único em um osso (plasmocitoma). Mais frequentemente, o câncer se espalha para outros ossos e é tratado como uma doença generalizada. No câncer ósseo, a área afetada limita-se ao osso onde o tumor está crescendo. O câncer ósseo pode se espalhar em estágios posteriores.

Embora ambas as doenças compartilhem alguns sintomas, o mieloma múltiplo apresenta sintomas adicionais que podem afetar o funcionamento mental, causar problemas estomacais, infecções frequentes devido ao menor número de glóbulos brancos e fraqueza nas pernas.

Se você estiver apresentando sintomas, procure um médico hematologista para um diagnóstico adequado que identifique se realmente é um caso câncer, qual o seu tipo e o tratamento mais indicado para seu caso.

Mais informações sobre este assunto na Internet:
Diga Adeus às suas Dores.
Reserve a sua Consulta de Hematologia.